A verdadeira presença de espírito – Historias Engraçadas





O caso a seguir foi contado pelo meu pai, tendo acontecido na época em que estava na ativa da Polícia Militar..

Na época meu pai era Tenente, e estava à frente de uma uma operação em uma área afastada de Belo Horizonte. Na verdade era um treinamento onde sua equipe era responsável por fazer um cerco em um matagal na tentantiva de capturar alguns fugitivos.

A equipe que ele comandava não era muito grande, com cerca de 10 policiais. Eles deveriam se revezar em postos estratégicos durante um dia inteiro.

Em um determinado momento meu pai precisou deixar o local para atender um chamado em outro ponto da cidade, deixando um Sargento temporariamente no comando da operação.

Depois de algumas horas meu pai retornou ao local e, detalhista e observador como é, notou que um Soldado não estava no posto designado. Na realidade, ele não estava em lugar nenhum, havia desaparecido.

Se dirigiu ao Sargento que havia ficado no comando e perguntou sobre o Soldado que estava sumido.

Ao abordar o Sargento ele notou que o mesmo começou a demonstrar nervosismo, pois provavelmente não esperava que meu pai chegasse naquela hora..

Meu pai perguntou:

– Sargento, onde se meteu o desgraçado do  Soldado Fulano de Tal?

E o Sargento, na tentativa de dar um alerta para o companheiro, começou a responder em um tom de voz mais alto:

– Senhor Tenente, o SOLDADO FULAAAAANO, estava aqui agora mesmo. Provavelmente entrou no matagal para fazer suas necessidades.

Meu pai, notando que o Sargento estava tentando dar um “sinal” para o Soldado o interrompeu:

– Fale mais baixo Sargento que não sou surdo. Pode deixar que eu vou lá pessoalmente verificar o que aconteceu com ele. Fica quietinho aí.

Sendo assim meu pai entrou no matagal em busca do Soldado sumido. De pé em pé, em total silêncio foi andando por entre as árvores.

Não demorou muito e ouviu alguns sussuros. Se aproximou de uns pés de mamona com a lanterna e viu o Soldado tentando vestir sua calça rapidamente. Logo esbravejou:

– O que tá acontecendo aqui Soldado?

O coitado do Soldado, completamente sem graça, respondeu:

– Estou fazendo minhas necessidades Tenente. Vou voltar agora mesmo para o meu posto.

Nesse momento meu pai jogou o feixe de luz da lanterna um pouco atrás de onde o Soldado estava e notou que tinha uma mulher, também tentando vestir suas roupas.

Sem dúvida alguma a “casa tinha caído”. Imagina o tamanho da punição que esse Soldado não iria levar..

Diante da situação (e que situação) meu pai indagou ao Soldado:

– Suas necessidades.. muito bem.. e como você me explica essa mulher pelada atrás de você?

E o Soldado, para a surpresa do meu pai (e de qualquer um que estivesse lá), exclamou:

– Meu deus!!! Quase que eu cago em cima dela!!

Não acreditando na perspicácia do rapaz e contendo o riso, meu pai ordenou que ele se vestisse e retornasse para a base.

Em uma situação normal, ele teria tomado uma cadeia de no mínimo uma semana, mas diante da presença de espírito que ele teve, meu pai decidiu abrandar sua punição..

Escreva Um Comentário