Varejo põe Feira em 1° lugar no PIB do interior nordestino

Mais da metade das empresas lembradas pelo consumidor de Feira de Santana atuam no varejo. A constatação veio de uma pesquisa do prêmio Top of Mind, realizada entre 16 e 24 de janeiro deste ano. Segundo o estudo, o fato faz que a cidade tenha o maior PIB [Produto Interno Bruto, valor de tudo que é produzido em determinado período], entre cidades do interior dos estados do Nordeste [fora cidades de Regiões Metropolitanas]. A condição ainda coloca o município na 3ª posição do PIB baiano. Em relação ao país, Feira ocupa o 70° lugar no PIB municipal.  Em Feira, o comércio é a principal atividade econômica, com um total de 6.155 empreendimentos, sendo 80,4% varejista e 20,6% atacadista. O setor de serviços vem em segundo, com 3.906 empresas. Ao Correio, o economista Roberto Lima, coordenador do Centro Tecnológico da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Feira de Santana), diz que a vocação da cidade para o comércio pode ser explicada por questões culturais, estratégicas e históricas.

Escreva Um Comentário