Um papo descontraído – Histórias divertidas e engraçadas

  • Mano! Você viu que jogaço? Perguntou o primeiro amigo.

  • Cara foi um jogão mesmo. O Neymar detonou. Respondeu o segundo amigo.

  • É! O cara mandou bem demais. O garoto tá impossível. Concordou o primeiro amigo.

  • Outro dia eu estava vendo um vídeo do moleque no Youtube. Mano! Eu tenho que concordar: o pivete está arrasando. O cara dá cada drible que até na câmara lenta é difícil de entender o que ele faz. O guri é craque mesmo. Falou o segundo amigo.

  • É verdade! Você acredita que até o Fabinho, aquele palmeirense fanático da minha sala, já está torcendo pro Neymar. Emendou o primeiro amigo.
  • Qual Fabinho? Aquele carinha que só anda de verde? Tá vendo mano. O moicano é fera mesmo. Pro Fabinho torcer para alguém que não seja do Palmeiras é porque o negócio é sério. Declarou o segundo amigo.
  • Hei!…Será que dá para vocês darem um tempo nessa conversa aí. Interrompeu um terceiro homem.
  • Pô! Dá um tempo meu. Como assim? A gente só tá conversando.  Não pode mais conversar não? A gente não tá zuando e nem fazendo mal para ninguém. Só estamos trocando uma idéia. Só isso. Comentou o primeiro amigo.
  • Eu sei moçada. Eu sei. Devo confessar que o papo até que está bacaninha. Eu também gosto muito do Neymar e do pessoal do Santos, mas não me levem a mal não. Eu gostaria muito que vocês dessem um tempo aí na mesa redonda. Insistiu o terceiro homem.
  • Aê mano! Se a gente tivesse aqui zuando alguém ou fazendo alguma coisa errada ainda justificava de você vir aqui passar lição de moral na gente. A gente não tá fazendo nada de mal. Só estamos trocando um lero meu camarada. Disse o segundo amigo.
  • Concordo com você garotinho, mas agora já são mais de duas horas da madrugada e eu preciso levantar as cinco para trabalhar. Eu até que tentei pegar no sono, mas com vocês ai discutindo os melhores lances da rodada logo em cima do meu quarto e falando mais que locutor de futebol não deu mesmo galera.
    Olha! Não é lição de moral não. Se amanhã eu fizer uma reclamação para o sindico, certamente o seu pai não vai gostar nem um pouco de receber um belo cartão amarelo só porque vocês dois pisaram na bola e não deixaram o vizinho do andar de baixo se concentrar e dormir, para que ele pudesse com muito entusiasmo e confiança, enfrentar mais um dia de trabalho. Completou o incomodado vizinho.

Escreva Um Comentário