Um guia para a busca da felicidade em 7 dias

Na rotina do dia a dia, é fácil se render ao tédio e à autocomiseração. Algumas pessoas, porém, parecem muito mais resistentes às dificuldades da vida, exultando uma alegria inabalável.

Como elas conseguem? Umas são abençoadas com um temperamento alegre por natureza, mas há outras que testaram e aprovaram métodos que podem ajudar qualquer um a melhorar o humor.

Na maioria das vezes, são técnicas que podem ser praticadas em apenas poucos minutos, mas que têm efeitos duradouros para sua satisfação e seu bem-estar geral.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley analisaram recentemente algumas das melhores técnicas, que foram publicadas em seu site Greater Good in Action.

Segunda-feira

As pessoas que mantêm diários sabem há muito tempo que traduzir seus sentimentos em palavras pode ajudar a acalmar suas emoções e colocá-las em perspectiva, mas foi só recentemente que os cientistas perceberam a força que essa ação tão simples pode ter.

Em suma: passar 15 minutos por dia escrevendo um diário pode reduzir os sintomas de depressão e ansiedade, reforçar o sistema imunológico e melhorar seu desempenho no trabalho.

Os benefícios podem durar meses. É muito mais efetivo do que deixar suas frustrações se acumularem. Além disso, manifestar sua raiva de forma agressiva somente te deixa mais bravo.

Terça-feira

Pode soar meio brega, mas funciona: as pessoas que fazem um esforço consciente para praticar cinco pequenos atos de bondade, por apenas um dia por semana, relatam um nível de satisfação com a vida maior após seis semanas de experiência.

Isso é parte de um volume cada vez maior de pesquisas que indicam que as pessoas mais generosas são mais felizes e saudáveis.

Quarta-feira

Imagine sua vida sem uma amizade próxima ou um companheiro ou companheira. É difícil, não?

Mas uma pesquisa de 2009 descobriu que as pessoas que conseguiam fazer essa espécie de “abstração mental” acabavam tendo uma melhoria de humor posterior.

Talvez com isso elas deixassem de pensar em suas pessoas mais amadas como naturalmente próximas e, assim, cuidassem mais de suas relações com elas. Pilhas de estudos já mostraram que dizer obrigado regularmente e sentir gratidão melhora a satisfação com a vida.

Quinta-feira

Psicólogos começaram a entender a importância de ter um “sentido” na vida – as pessoas que veem um propósito em sua existência tendem a ser mais mentalmente resistentes a obstáculos de curto prazo.

Pesquisas sugerem que simplesmente olhar fotos antigas é uma maneira de lembrar das coisas que fazem sua vida ter sentido – estar com familiares ou amigos, fazer caridade ou alcançar sucesso profissional, por exemplo.

Remexer memórias antigas pode te conectar com o passado e ajudar a colocar eventos mais recentes em uma perspectiva mais ampla, o que também pode reduzir o impacto de novas decepções ou da ansiedade.

Sexta-feira

É fácil ficar envolvido nas preocupações do dia a dia. É por isso que os cientistas estão cada vez mais interessados nos benefícios de se sentir positivamente impressionado.

Se é a vista impressionante de um céu estrelado ou acompanhar uma missa alegre na igreja, sentir-se bem com algo que parece muito maior do que você mesmo pode ajudar a abrir a mente.

Os cientistas descobriram que isso faz as pessoas mais felizes, mais altruístas, menos impacientes e menos ansiosas. Mesmo passar alguns minutos escrevendo sobre uma experiência inspiradora pode ajudar.

Sábado

Coisas que alguma vez já nos deram prazer podem rapidamente perder intensidade ao longo do tempo, levando a uma espécie de busca incessante pelo hedonismo.

Você pode tentar redescobrir aquela satisfação inicial ao abdicar de uma fonte de alegria – como sua comida favorita ou uma bebida – por uma semana. Após sete dias, vai descobrir que voltou à situação inicial e pode tirar o máximo prazer daquilo outra vez.

Enquanto isso, a experiência pode te levar a procurar outras fontes de entretenimento, que podem se tornar uma nova fonte de prazer em si mesmas.

Se a abstinência por uma semana parece difícil demais, você pode tentar o truque de entrar de cabeça em sua atividade favorita. Ao tomar um gole de café, por exemplo, concentre-se na complexidade dos sabores passeando pelas suas papilas gustativas. Os estudos já mostraram que isso pode te ajudar a apreciar os pequenos prazeres da vida, reduzindo o estresse e a ansiedade.

Domingo

O provérbio italiano “La lingua batte dove il dente duole” – “a língua bate onde dói o dente” – descreve perfeitamente a tendência da nossa mente em remoer as dores do passado.

Infelizmente, os psicólogos já mostraram que é verdade: sentimentos de culpa, em particular, geralmente retornam.

Isso não apenas provoca ansiedade e tristeza, mas também pode gerar um sentimento de desespero que pode nos deixar mais suscetíveis à tentação no futuro. Por essa razão, passar alguns minutos tentando cultivar sentimentos positivos em relação a você mesmo pode melhorar sua sensação de satisfação e sua força de vontade.

Pode parecer um pouco água com açúcar para alguns, mas os especialistas garantem que vale a pena tentar.

Escreva Um Comentário