Super Buraco Negro 660 milhões de vezes maior que o sol é descoberto

super-buraco-negro1

Astrônomos descobriram um buraco negro supermassivo que é 660 vezes maior que o Sol. Esta surpreendente descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade da Califórnia, utilizando dados de alta resolução a partir da Grande Matriz Milimétrica Atacama/submilimétrico (ALMA), no Chile.
A massa desse buraco negro supermassivo. no centro de uma galáxia elíptica, é enorme.
Os astrônomos determinaram a velocidade de um disco de gás molecular frio e da poeira que orbita nesse buraco negro supermassivo.
super-buraco-negro2
Eles descobriram que a massa do buraco negro gigante é 660 milhões de vezes maior do que o Sol. Um dos cientistas disse: “Esta é uma das medidas mais precisas da massa de um buraco negro em uma galáxia.”
super-buraco-negro3
Aaron Barth da UCI explicou: “Esta é a primeira vez que ALMA sondou o movimento orbital do gás molecular frio bem dentro da esfera de influência gravitacional de um buraco negro supermassivo. Estamos visualizando diretamente a região onde o gás frio está a responder à força gravitacional do buraco negro.”

A massa desse buraco negro foi determinada pelo gás molecular frio e da poeira que orbita em torno dele na galáxia NGC 1332.

super-buraco-negro4
Barth explicou ainda, “Para uma medição precisa, precisamos aumentar o zoom para o centro de uma galáxia, onde a força gravitacional do buraco negro é a força dominante.
super-buraco-negro5
ALMA observa o comprimento de onda em que as moléculas brilham intensamente.
super-buraco-negro6
NGC 1332 é uma galáxia elíptica gigante no céu do sul, 73 milhões de anos-luz da Terra.
Um dos cientistas explicou: “Cerca de uma em cada 10 galáxias elípticas contêm discos de gás molecular frio e poeira que orbitam seus centros.”

Astrônomos usam o efeito de Doppler para mapear o movimento do gás circundante de cada buraco negro.

super-buraco-negro7
Neste caso, astrônomos estudaram ondas de rádio emitidas a partir de moléculas de monóxido de carbono.
super-buraco-negro8
As emissões causadas devido as moléculas de CO são geralmente claras e, portanto, podem ser facilmente detectadas por ALMA.

Este estudo já está publicado no Astrophysical Journal Letters.

super-buraco-negro9
Benjamin Boizelle da UCI explicou: “Esta observação demonstra uma técnica que pode ser aplicada em muitas outras galáxias para medir as massas dos buracos negros supermassivos com uma precisão notável.”

Escreva Um Comentário