Seminário discurte a formalização do trabalho das prostitutas, em Salvador

Acontecerá, em Salvador, nessa segunda-feira (23) e terça (24), o seminário o “Reconhecimento do Vínculo Empregatício para o Trabalho das Prostitutas”. O evento promovido pelos alunos e coordenado pela professora Adriana Wyzykowski, da Faculdade Baiana de Direito, é aberto ao público. A inscrição custa R$ 20 por dia. Ministrada pela professora Rosângela Rodrigues, a palestra receberá representantes dos movimentos sociais em favor das mulheres e do trabalho das prostitutas. Na segunda (23), as convidadas para discutir o tema serão Keila Simpson , da Associação Nacional de Travestis e Transexuais, e Karla Zhand da Associação de Travestis, Transexuais da Bahia. Na terça (24), as representantes serão Sandra Munõz da Rede Feminista de Saúde e Letícia Cabral, graduanda da da Faculdade baiana de Direito. O encontro busca discutir os direitos trabalhistas das prostitutas, como a obrigação do pagamento de todas as verbas trabalhistas previstas na legislação, como décimo terceiro,salário, férias acrescidas de um terço, horas extraordinárias, adicional noturno,fundo de garantia por tempo de serviço, dentre outros. No seminário, acontecerá o lançamento do livro que leva o mesmo nome da palestra, escrito pela professora Rosângela Rodrigues.

Jornal Correio

Escreva Um Comentário