Salvador é apenas a 17ª mais transparente entre capitais; 5 cidades baianas têm nota 10


A cidade de Salvador aparece apenas na 17ª posição no ranking de transparência das capitais brasileiras, divulgado nesta quinta-feira (11) pelo Ministério da Transparência, Divulgação, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU). O levantamento, denominado Escala Brasil Transparente (EBT), avalia o cumprimento da Lei de Acesso à Informação (LAI) em 26 estados, no Distrito Federal e em 2.328 municípios brasileiros. Apesar da posição, Salvador apresentou nota 7,91, um aumento de 2,08 pontos em relação à nota obtida na EBT 2016, de 5,83. O topo do ranking é ocupado por oito capitais, que obtiveram nota 10 no ranking. Outras cidades baianas desbancaram a capital no levantamento e conseguiram nota 10 no quesito transparência, caso de Antas, Guanambi, Itabuna, Matina e Parapiranga. A EBT mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros. Para elaborar o ranking, a metodologia analisa 12 quesitos, divididos em regulamentação da LAI, com peso de 25%, e existência e atuação do Serviço de Informações ao Cidadão (SIC), que corresponde a 75% da nota. Todos os avaliados recebem uma nota de 0 a 10 pontos. Para coletar os dados, auditores do CGU solicitam, sem se identificar, informações para os analisados. Os pedidos são compostos por quatro perguntas, separadas pelos seguintes temas: Saúde, Educação, Assistência Social e regulamentação da LAI. Em paralelo, também é realizada pesquisa nos sites oficiais, para verificar o cumprimento às normas legais.

Fonte: Bahia Notícias

Escreva Um Comentário