Quanto dinheiro posso ganhar com YouTube?


Essa é a primeira pergunta de quem quer ganhar dinheiro no YouTube: quanto? É também uma das perguntas mais difíceis de se responder, visto que existe uma infinidade de variáveis envolvidas.

Há diversas maneiras de ganhar dinheiro no YouTube, mas no fim, podemos generalizar em dois caminhos principais: através da publicidade fornecida pelo Google ou por fora. Vamos analisar quanto pode-se ganhar em cada caso.

Google como sócio

O Google, dono do YouTube, geralmente recebe 45% do total ganho com publicidade, ficando os 65% restantes para o criador do conteúdo. A parcela do criador pode subir de acordo com seus ganhos, visibilidade, base de seguidores, etc.

Ou seja, desde o primeiro dia você já está trabalhando com um sócio que fica com quase metade dos ganhos. Pode parecer muito, mas devemos lembrar que sem o Google, você teria que desenvolver sua própria plataforma, arcar com os custos de manutenção e servidor, ir atrás de parceiros comerciais e muitas outras coisas que provavelmente impossibilitariam 99% dos canais que existem hoje.

Se 45% é justo pelo que está sendo oferecido pelo Google é uma questão que gera debates intermináveis. Contudo, essa é a realidade e não há muito o que se fazer, pelo menos para canais menores, caso você escolha monetizar seu conteúdo através da publicidade fornecida pela plataforma.

Caso se escolha essa forma de monetização, você precisará de um número considerável de visualizações em seus vídeos para gerar alguma receita. Os anunciantes pagam ao Google em CPM, ou seja, “custo por mil”. O valor do CPM pode variar em centavos ou dezenas de reais. É mais ou menos o mesmo funcionamento do leilão de palavras-chave do AdWords.

Um anunciante pode escolher pagar R$ 5 para quem pesquisa “qual o melhor seguro de vida”, já que ela é mais lucrativa, enquanto pagaria R$ 0,50 por “aula grátis de finança pessoal”, já que isso mostra que a pessoa não está disposta a gastar dinheiro com um produto do tipo.

Ou seja, quanto o criador do conteúdo vai ganhar não depende apenas da quantidade de visualizações, mas também de seu nicho.

 

Também existem dois tipos de anúncios: os banners, que aparecem na parte de baixo do vídeos, e os anúncios em vídeo que aparecem antes do vídeo principal ser exibido. O segundo paga consideravelmente mais que o primeiro, mas pode irritar seus seguidores ou espantar possíveis seguidores.

Se você pesquisar na internet quanto se pode ganhar dinheiro com YouTube, encontrará milhares de páginas, cada uma afirmando valores diferentes. Isso acontece justamente por causa do que explicamos: a variação é enorme, não há como prever.

Outro fator que deve ser levado em consideração é que no Brasil, os anunciantes geralmente pagam menos do que nos Estados Unidos, por exemplo. Ou seja, mesmo que pesquise em sites em inglês, os valores não dizem respeito à realidade daqui.

Mas se você realmente quer fazer alguma estimativa, jogue baixo, e coloque algo como R$ 0,50 por mil visualizações (mas lembrando que esse valor pode ser ainda menor, ou muito maior). Com essa estimativa, você precisaria de 2 milhões de visualizações por mês em seus vídeos para receber R$1.000,00 mensais.

Como vemos, caso você opte por esse caminho (e geralmente único caminho para quem está começando), você precisará de uma base enorme de seguidores para conseguir ganhar dinheiro no YouTube. Se você conseguir publicar 4 vídeos de alta qualidade por mês, precisaria de 500 mil visualizações em cada um. Ou então 30 vídeos por mês, cada um atingindo 66,666 mil visualizações. E isso é muito difícil.

Outros caminhos para ganhar dinheiro com Youtube

Já existem milhões de canais de todos os tipos no YouTube. Mais de 100 horas de vídeo são enviadas por minuto à plataforma. Com esse tipo de competição, é improvável que você se torne o novo PewDiePie com 12 bilhões de visualizações ou crie o próximo Porta dos Fundos.

Isso não quer dizer que é impossível ganhar dinheiro com YouTube. Sim, a monetização por publicidade já está saturada e requer muito trabalho, talento e sorte, mas felizmente existem outras técnicas, e que não requerem tantas visualizações.

Tirando o 1% dos canais que consegue ter uma base enorme de seguidores, quem consegue fazer dinheiro pelo YouTube é quem percebe seu canal como parte de um funil de vendas. Isso é, transforma ele em um dos passos de um processo que acaba na compra de um produto por parte de quem assiste o vídeo. Quanto mais caro esse produto for, melhor.

Ou seja, um canal de humor não tem muitas opções a não ser a publicidade do YouTube ou talvez a venda de algumas camisetas e afins. Isso porque ele não está tratando de um problema que as pessoas estão dispostas a pagar para resolver.

Agora, se o canal for sobre medicina alternativa, você pode pensar em vender seus próprios produtos naturais ou vender os de outros (através de programas de afiliados) e ganhar uma comissão com isso.

Caso você faça um canal educativo, pode oferecer aulas particulares pelo preço que quiser, tornando seus vídeos apenas um meio promocional para alavancar seu negócio principal.

Vamos supor que você crie uma série de aulas em vídeo para emagrecer rapidamente e queira vender isso por R$ 100. Em seu canal sobre vida saudável, caso consiga realizar 1 venda a cada 1000 visualizações, precisará de apenas 10 mil mensais para receber os mesmos R$ 1.000, ao contrário dos 2 milhões que calculamos no exemplo anterior.

É claro que aqui também temos algumas variáveis envolvidas. Uma delas, obviamente, é a qualidade do produto sendo oferecido e a logística por trás dele. Se seu funil de vendas é automatizado, sem a necessidade de manutenção, envio físico e outras coisas, as coisas se tornam mais simples.

Qual caminho tomar?

Se sua vontade de abrir um canal no YouTube partiu primariamente de um desejo de ganhar dinheiro com isso, você precisa seguir os caminhos alternativos. Descubra sobre qual problema você consegue falar e que as pessoas estejam dispostas a pagar dinheiro para solucionar e bole um funil de vendas, seja o produto seu ou de terceiros.

Os canais que vemos atingindo números exorbitantes por vídeo partiram de uma paixão por parte do criador. Se você está querendo apenas dinheiro, provavelmente não é tão engraçado a ponto de se tornar um fenômeno da internet. Nesse caso, há opções melhores para gerar renda online.

A verdade é que independente do que escolha, fazer dinheiro com YouTube não é fácil. Os caminhos alternativos podem parecer mais fáceis e possíveis. E sim, realmente são, mas também requerem outros tipos de empenho.

 

fonte: http://emalta.com.br/

Escreva Um Comentário