Por que no Brasil se comemora o dia dos namorados em uma data diferente do resto do mundo?

Se você está em um relacionamento sério, já é casado ou até mesmo está conhecendo alguém melhor, você já sabe que o dia dos namorados será nesse próximo domingo, dia 12 de Junho!

Essa data é muito utilizada para a renovação de votos, demonstrações de carinho, troca de cartões e homenagens, por outro lado também sabemos que o mundo não é um conto de fadas, e que sem dúvida alguma toda a questão da data foi formulada por um motivo.

Mas o que também é bastante interessante, é o fato de no Brasil, a tradição andar na contramão da tradição de outros países, pois nós somos os únicos a comemorar essa data no dia 12 deste mês, e não no dia 14 de fevereiro como de costume.

01

Mas porque existe essa diferenciação de data, e o que significa cada uma delas?

Bom, a princípio precisamos entender que a data comemorada em outros países já é recorrente a décadas, enquanto o costume de comemorar o dia dos namorados no dia 12 aqui no Brasil, é bastante recente.

Para vocês terem uma ideia, em Roma uma grande festa pagã já ocorria nessa época no ano para celebrar a fertilidade e a agricultura, o festival era chamado Lupercalia.

Nele os membros da Luperci, que nada mais era do que uma ordem de sacerdotes romanos, sacrificavam uma cabra e um cachorro, retiravam a pele da cabra em tiras e saiam pela cidade batendo suavemente em todas as mulheres, as tiras eram mergulhadas no sangue sacrificial, e ele acreditavam que tal ritual garantiria a fertilidade dessas mulheres.

02

Uma parte final do festival consistia em escrever todos os nomes das mulheres jovens e solteiras da cidade em pequenos papeis, coloca-los em uma urna de cerâmica e permitir que cada jovem solteiro de Roma tirasse um papel, o casal formado terminaria o festival juntos, e também ficariam juntos durante os próximos eventos festivos da cidade, durante 1 ano e até a próxima festa de Lupercalia, onde novos nomes seriam sorteados. Por outro lado, a convivência desses jovens acabava resultando em casamento.

Acontece que quando Roma começou a passar por um processo de cristianização, e a Lupercalia assim como outros festivais considerados pagãos pela igreja católica precisavam em tese, ser abolidos.

03

Porém como já estava enraizado na cultura daquele povo, o ideal foi criar uma troca de valores para essa data. Foi aí então que São Valentim foi homenageado, e substituindo a o foco do festival.

Mas quem era São Valentim afinal? Bem, Valentim foi um sacerdote da igreja católica que viveu durante o terceiro século em Roma, época a qual, o até então Imperador Claudius II, decidiu proibir o casamento para os homens jovens da cidade, visto que os solteiros se dedicavam mais em batalha.

Valentim não concordou com as ordens do Imperador, considerando tudo um absurdo, foi aí que ele decidiu continuar realizando cerimonias de casamento, porém as escondidas. Quando a sua prática foi descoberta, ele foi mandado para a prisão.

04

Encarcerado e aguardando a sua execução, Valentim acabou se apaixonando pela filha cega de seu carcereiro, segundo a lenda, ela era a responsável por distribuir os alimentos e zelar dos presos. Antes da sua execução no dia 14 de Fevereiro, Valentim escreveu a ela uma carta se declarando, e no final assinou: “De seu Valentim”. Essa expressão é utilizada até hoje em países europeus e também nos Estados Unidos.

A grande questão, é que a coincidência das datas, permitiu aos poucos ingressar São Valentim, nessa comemoração. E é por isso que no dia 14 de fevereiro o “Valentines Day” é comemorado.

Mas porque o Brasil comemora essa data em um dia tão diferente?

06

A princípio uma primeira resposta que podemos te dar, é referente a associação dos dia dos namorados no país, com a véspera do dia de Santo Antônio (dia 13 de Junho). Santo Antônio é um santo português, e aqui no Brasil é conhecido como o santo casamenteiro.

Por outro lado, sabemos que interesses comerciais obviamente existe sobre a data. E o que se sabe, é que o mês de Junho é o menos movimentado do ano para o comercio.

Por esse motivo o publicitário João Dória, vinculado a agencia Standard Propaganda, criou uma campanha com o apoio da confederação do comercio de São Paulo, que resumidamente consistia em alterar a celebração do “valentines day” do dia 14 de fevereiro para o dia 12 de junho, o slogan da campanha foi: Não é só de beijos que vive o amor”, o objetivo obviamente era aumentar as vendas no setor durante esse período.

05

E então querido leitor, podiam imaginar que os motivos para essa data ser comemorada em dias diferentes, eram esses? Conta pra gente aqui em baixo nos comentário

Escreva Um Comentário