Petição contra franquia de internet ultrapassa 1 milhão de assinaturas e tem potencial para mais

O abaixo-assinado, contra o limite no consumo de dados na internet fixa, ultrapassou 1 milhão de assinaturas nesta sexta-feira (15). A ação é uma resposta à postura das operadoras de telefonia, que pretendem diminuir a velocidade ou até cortar a conexão dos usuários que ultrapassarem o limite de download de suas franquias.

O objetivo inicial era reunir 400 mil apoiadores, mas o engajamento dos usuários – que estão divulgando a ação – levou os números muito mais longe. Ao acessar a petição, que está no ambiente Avaaz, é possível observar que esse números irão mais longe ainda, pois o contador continua subindo rapidamente – e ainda existem milhares de internautas no Brasil que não assinaram.

Quando a petição estiver finalizada, os organizações afirmam que o protesto será enviado para o Ministério Público Federal, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e as operadoras Vivo, GVT, OI, NET e Claro.

A Proteste, organização que sempre luta pelos direitos dos consumidores, alega que a mudança é ilegal e não trará benefícios para o usuário. Além disso, ela também criou uma petição online para analisar a opinião dos usuários sobre o assunto.

Outra iniciativa contra a imposição dos limites surgiu no Facebook e Twitter. A página Movimento Internet sem Limites divulga informações e tenta avisar aos internautas o que está acontecendo. Com apenas alguns dias de existência, a página já possui mais de 370 mil curtidas no Facebook.

A Vivo tem sido a principal alvo das reclamações – isso porque ela também foi a primeira empresa a se posicionar sobre o assunto e dizer que iria implantar os limites. A companhia está sofrendo boicote, inclusive, nas redes sociais e em suas campanhas.

Escreva Um Comentário