Pesquisa aponta aumento no número de academias no país





O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking dos países que investem em academias, e é o maior no setor na América Latina. Está entre os 18 países com maior número de academias por habitante, de acordo com a pesquisa Global Report 2015, realizada pelo IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association).

Dados da Associação Brasileira de Academias (Acad), são 33.157 academias em todo o Brasil, com cerca de 8 milhões de alunos. Esse volume movimenta aproximadamente US$ 2,5 bilhões, de acordo com o levantamento da associação há três anos.

O crescimento no mercado de academias é um dado bastante importante para a área, uma vez que reflete diretamente no aumento do número de vagas de emprego para os profissionais de educação física, afirma Lívia Toneto, coordenadora dos cursos de Educação Física do Centro Universitário Senac.

“Essa expansão também reflete a maior preocupação das pessoas com a saúde e qualidade de vida. De fato, é crescente o número de pessoas que vem praticando exercícios físicos regulares, não apenas em academias, mas também em parques e praças públicas. Concomitantemente a esse cenário, cresce a procura e valorização do profissional de educação física, o único habilitado para prescrição e acompanhamento de exercícios, e um importante agente na promoção da saúde e bem-estar. No entanto, a formação acadêmica será um determinante para o sucesso e valorização desse profissional”, relata.

O profissional de Educação Física

O aumento no número de academias e o acréscimo no total de pessoas que praticam essas atividades refletem no crescimento da procura por profissionais especializados na área. Para essa formação, o Senac oferece os cursos de Bacharelado e Licenciatura em Educação Física.

Com duração de quatro anos, os cursos visam à formação de profissionais em sintonia com as novas tendências da área. O curso de licenciatura busca a formação de profissionais para atuação no ensino formal, em seus diferentes níveis (infantil, fundamental e médio), de forma autônoma, inventiva e propositiva que entenda a sua importância no desenvolvimento da cultura relacionada aos aspectos corporais, bem como sua importância para desenvolvimento integral do educando.

Já o bacharelado, esse forma profissionais que valorizam a relevância de sua missão como profissional da saúde, aptos a atuar no planejamento, prescrição, supervisão e coordenação de projetos e programas de atividades físicas, recreativas e esportivas em diversas áreas e instituições, como clubes, academias, centros esportivos, hospitais e empresas de saúde e bem-estar, ligas e federações esportivas, instituições de pesquisa e consultoria em saúde, bem como desenvolver programas de treinamento personalizado.

Oferecendo subsídios para as vivências e aprendizados práticos da área, o Centro Universitário Senac – Santo Amaro conta com um amplo Centro Esportivo, com duas quadras poliesportivas cobertas para futebol de salão, basquetebol e voleibol com dimensões oficiais; uma quadra de squash; duas quadras de tênis também com piso emborrachado; dois campos de futebol, sete society com grama sintética aprovada pela Federação Internacional de Futebol; e uma quadra poliesportiva externa sem cobertura.

Além disso, a academia oferece modernidade e tecnologia de ponta em espaço arquitetonicamente planejado com ambientes amplos e integrados com conforto térmico/acústico imprescindível para a prática de atividades físicas.

 

fonte: http://www.sp.senac.br

Escreva Um Comentário