Os melhores lugares para curtir uma noite badalada em Salvador

Se você está solteiro e não sabe pra onde ir, é só dar uma conferida nas opções abaixo, eleitas pelos soteropolitanos como os melhores da cidade. As opções trazem lugares para todos gostos musicais e geográfico.

 A diversão não é só pra os solteiros. Quem está namorando, enrolado ou apenas deseja sair com os amigos, também pode curtir os lugares mais badalados de Salvador. O que não vale é ficar parado em casa com tanta opção. A cada semana, novos bares, restaurantes e shows serão adicionados na listagem.  Você também pode contribuir com o mapa, enviando suas sugestões, histórias e impressões de lugares que estão bombando em Salvador.

Preto Bar  

Quem quer paquerar e curtir um ambiente agradável não pode esquecer de bater ponto no Preto. O barzinho é pequeno e utiliza a calçada para colocar suas mesas de madeiras. Mas nem a falta de espaço inibe o público. O local começa a bombar a partir das 18h e está entre os queridinhos do público. A longa fila de espera se transforma num bar a céu aberto e lota a rua.

Durante a semana, o ambiente charmoso é disputado por amantes do chopp Heineken e por aqueles que estão em clima de paquera e curtem conhecer gente nova. A caipirinha de limão também é uma boa pedida. “A galera vem no clima da azaração e as meninas se arrumam bastante. Mas tem que chegar cedo e ir logo fazendo amizade com os garçons para arranjar mesa”, conta a designer de interiores Caroline Santana, 23.

Onde: Rua Guillard Muniz, 711, no Itaigara ( em frente ao Boteco do Caranguejo).

Horário de funcionamento: 18h às 02h. No domingo abre das 17h até 0h. Já na segunda, o bar está fechado.

Preços: Nas terças-feiras, das 18h às 22h, o chopp Heineken custa R$ 4,20. Nos demais dias, o valor é R$6,20. O Big Mojito custa R$ 40.

Groove Bar

O Groove é o local mais indicado para quem gosta de paquerar ao som de bandas cover de rock e pop. O público varia conforme a atração que se apresenta. Normalmente, jovens a partir de 18 anos e adultos até 40 marcam presença no local. O mais pedido são os drinks flamejantes ou baldes de cerveja.

O estilo pop-rock despojado e o ambiente familiar proporcionado pelos funcionários também fazem sucesso com o público. Nas paredes, ícones do rock, capas de vinil, guitarras e capas de filmes enfeitam e fazem parte da boa infraestrutura do local. Logo quando chegar, procure o garçom Francis. Apelidado como “o mais broder de todos”, ele oferece um tratamento VIP e não te deixa na mão, sem servir cervejas e drinks.  O estudante Vinícius Mota, 24, frequenta o bar há três anos e elogia o atendimento. “Francis é tão broder que já dirige os nossos carros, após o show, quando estamos bêbados”, brinca.

Onde: na Avenida Almirante Marques de Leão, na Barra.

Horário de funcionamento: 22h até “o último Junkie ir embora” (como consta no cardápio!)

Preços: o balde com cinco cervejas Heineken ou Boêmia custa R$ 40 reais. Já o drink Flamejante custa R$17.

Espaço Cultural Casa da Mãe

Nas terças-feiras, a Casa da Mãe abre suas portas gratuitamente e promove jams com os melhores músicos da cidade. A festa, conhecida como Sarau Comidinha de Panela, tem sido sucesso para o público a partir dos 25 anos, que deseja paquerar ou apenas curtir uma boa música ao lado dos amigos. O microfone fica aberto para quem quiser e a casa não cobra pelo acesso.  A cachaça Busca Vida é uma boa pedida. A bebida é nacional, originária de uma cidadezinha homônima, no interior de São Paulo.

De vez em quando, nomes como Jota Veloso, Armandinho Macedo e Gil Vicente marcam presença nos shows. O atendimento é praticamente self-service. No início da noite, os garçons ainda circulam pela casa, mas conforme vai enchendo, é você que tem que ir em busca da sua cerveja. “Eu curto a casa, principalmente, pelos grandes sucessos da música baiana, de várias gerações. O público tem a cara do Rio Vermelho, mas também tem muito turista. Aqui pode de tudo, inclusive homem ficar com homem e mulher com mulher. Clima de muito respeito”, comenta o jornalista Pedro Ivo Sena, 28.

Onde: Rua Guedes Cabral, 81, Rio Vermelho.

Horário de Funcionamento: Nas terças-feiras, das 20h às 3h. Nos demais dias, a casa funciona até às 2h.

Preços: A dose da cachaça Busca Vida sai por R$ 10. A cerveja Original sai por R$10 a Itaipava sai por R$8.

30 Segundos Bar

baladassalvador2

Um dos locais mais concorridos nas quintas-feiras é o open bar do 30 Segundos, bar idealizado por cinco sócios, entre eles dois são filhos do publicitário Duda Mendonça, que ajudou na concepção do lugar. A casa serve Ballantine’s, Red Label, Absolut, Frozen, Budweiser, Stella Artois, tequila José Cuervo, Espumante…  Tudo isso ao som das já conhecidas pelo público soteropolitano, Cavern Beatles (cover da banda inglesa) e Vulcana (que traz um som mais pop).

“Sou frequentadora assídua do 30 Segundos e acho que durante o open bar as pessoas estão mais dispostas para o clima paquera e agito. Mas o público mudou muito. Rola uma galera mais velha no camarote, mas desde que vieram as férias de dezembro, tem aparecido uma gurizada”, conta a produtora Isabel Cabral 30.  De terça a sábado, a galera pode curtir uma balada diferenciada ao som do melhor do por rock nacional e internacional. O cardápio é feito totalmente sem frituras e os pratos são batizados com nomes de publicitários e agências locais e nacionais.

Onde: Rua Ilhéus, 21, Rio Vermelho.

Horário de Funcionamento: 21h às 2h.

Preços:  No open bar, na quinta, o feminino na pista custa 39,90 e o masculino 89,90. No camarote, 59,90 e o masculino 109,90.

San Sebastian

baladassalvador3

A San Sebastian é extremamente popular entre o público LGTB da cidade. O prédio tem três andares, com vista para o mar. Quem vai ao local pode conferir o melhor da música eletrônica, com DJs renomados nacionais e internacionais. “Pra mim, a San Sebastian é a melhor de Salvador. A parte interna é escura, e o som toca mais alto. Não faz calor, lá tem essa diferença”, conta a estudante Natália Nogueira, 21.  A casa está fazendo uma programação de Carnaval trazendo eventos de música eletrônica de fora. No dia 29 de janeiro, a casa promove o Bagaceira, com o Babado Novo, A Vingadora e É o Tchan!, no Alto do Andú, a partir das 22h. Valor: R$ 50 (pista) e R$110 (área Vip open bar).

Onde: Rua da Paciência, 88, Rio Vermelho.

Horário de Funcionamento: Sexta e Sábado, das 0h às 6h.

Preços: Na sexta-feira a entrada é R$30 reais e no sábado R$35.

Escreva Um Comentário