O que realmente acontece quando você leva um tiro?

A violência no Brasil é um dos principais fatores que contribui para as taxas de homicídios no país. Segundo um mapeamento feito pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, o chamado Mapa da Violência, os homicídios com armas de fogo no Brasil cresceram em mais de 400% só nas últimas 3 décadas para cá. E as vítimas que mais sofrem com isso são homens e jovens.

Os registros chegaram a 9 mil assassinatos por armas de fogo no ano de 1980, enquanto que em 2014, o número subiu para 45 mil. Um tiro pode provocar danos graves ao nosso corpo, como também levar a morte instantaneamente.

O que vai fazer diferença é o local, o cartucho e a arma em que se está fazendo tal ação. Mas o que acontece quando uma pessoa leva um tiro?

tiro1

Em entrevista ao site Gizmodo, a especialista Rachel Swaby explicou como funciona quando se leva um tiro na cabeça. Segundo ela, “A bala destinada para você desliza pelo seu cabelo, pele e músculos antes de estraçalhar um dos oito ossos cranianos projetados para manter seu cérebro seguro.

A entrada do projétil em seu crânio facilmente estilhaça sua carcaça de cálcio, fósforo, sódio e colágeno e você ganha um buraco circular adornado entre a pele esfolada. A distância faz diferença também: Quanto mais perto você estiver da arma, mais a fumaça e a pólvora podem queimar a sua carne.”

tiro2

Tiro no corpo

tiro3

Segundo o especialista técnico em armas, Chris Everett, em entrevista ao site Quora, levar um tiro no corpo vai gerar efeitos que vão depender do local, a medida da bala e o tipo de arma usada no disparo.

Ele afirma que os efeitos “Dependem de onde os tiros são disparados e quanto dano fez. Um tiro de uma arma geralmente só vai ser instantaneamente letal se destrói o cérebro, ou coluna vertebral superior.

Uma batida do coração ou artéria principal causará uma queda muito rápida da pressão arterial e é geralmente muito fatal. Fora dessas áreas, ele vai demorar mais tempo para matar alguém e, se o tratamento médico está disponível, a maioria dos ferimentos de tiro que não são letais praticamente dão chances de sobrevivência. É importante notar que, mesmo com um cérebro ou o coração disparado , alguém pode cair morto, mas partes do sistema nervoso ainda estão trabalhando, e, por isso, se contraindo.”

Você já viu um disparo ser feito? O que achou da matéria? Mande seu comentário para gente!

 FONTE(S) G1gizmodoquora

Escreva Um Comentário