Mulher processa sobrinho de 8 anos por derrubá-la, mas perde ação

Jennifer Connell, 54 anos, exigia uma indenização de US$ 127 mil (R$ 494 mil) por danos e prejuízos provocados pelo sobrinho, que provocou o acidente no dia do seu aniversário

Uma mulher residente em Nova York processou, sem sucesso, um sobrinho que pulou no seu colo e a fez cair, provocando a quebra de seu punho, informou na terça-feira (13) um tribunal de Connecticut, no nordeste dos Estados Unidos. Na época do incidente, o menino Sean Tarala tinha oito anos. Hoje, ele tem 12.

Connell afirmava que seu ferimento “foi provocado por negligência e falta de atenção” do sobrinho, que correu e se atirou em seus braços para recebê-la em sua festa de aniversário.

“Um menino de 8 anos deveria saber que uma saudação enérgica deste tipo poderia provocar os danos e prejuízos sofridos” pela vítima, declarava a ação movida por Connell.

O acidente ocorreu no dia 18 de março de 2011, quando Connell foi a casa do sobrinho Sean Tarala, que comemorava seu aniversário em Westport, Connecticut.

A tia iniciou o processo em fevereiro de 2013, em um tribunal de Bridgeport, no mesmo estado, mas não obteve sucesso.

Fonte: G1

Escreva Um Comentário