Judoca Mayra Aguiar garante a terceira medalha do Brasil nos Jogos Rio 2016



Não foi a medalha que ela e a torcida esperavam, mas nem por isso a comemoração foi pequena. Mayra Aguiar garantiu o bronze no judô, na categoria até 78kg, ao derrotar a cubana Yalennis Castillo, nesta quinta-feira (11). Após a luta, foi literalmente para a galera e voltou a sorrir, após as lágrimas da derrota.

Mayra perdeu a chance de lutar pelo ouro ao ser derrotada pela francesa Audrey Tcheumeo na semifinal. Na luta, a brasileira recebeu dois shidos (punições), enquanto a francesa recebeu apenas um, por falta de combatividade. A torcida se manifestou contra a decisão da arbitragem, enquanto a judoca brasileira saiu do tatame chorando.

Mayra contra a francesa Audrey Tcheumeo na semifinal (Foto: Rio 2016/Gabriel Nascimento)

“Pensei muito ao invés de sentir” , disse a brasileira sobre a derrota. “Tive alguma dificuldade com a pegada e sabia que ela poderia aproveitar. Fiquei muito focada nisso ao invés de tentar lutar, tentar um movimento diferente, tentar entrar na luta. Eu acho que foi o que deu errado, e acabei perdendo.”

A brasileira, porém, se reergueu após o revés e partiu para cima da cubana Castillo logo no início da luta pelo bronze. Ela não demorou a conseguir um yuko, que no final garantiu a vitória e a terceira medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Depois, como já se tornou habitual entre os atletas, a medalhista destacou a torcida: “Adoro lutar com torcida. O brasileiro tem muita energia e passa isso para os atletas.”

A medalha de ouro da categoria até 78kg ficou com a americana Kayla Harrison, que venceu a francesa Tcheumeo com um ippon no finalzinho. Após a luta, ela admitiu que esperava enfrentar Mayra na decisão, tamanho o calor dos torcedores empurrando a brasileira. Por fim, arriscou um “amo o Brasil” em conversa com a equipe de reportagem do canal Sportv.

Escreva Um Comentário