Isso é o que acontece no seu estômago após você comer miojo


Um prato de macarrão instantâneo pronto em poucos minutos pode não ser o prato mais delicioso do mundo, mas salva a vida de quem não dispõe de muito tempo ou dinheiro na hora de se virar durante uma refeição. Na verdade, existe até um grande cenário de gente que se dedica a criar receitas especiais só para fazer essas iguarias do mundo moderno conseguirem um sabor incrível e diferenciado digno dos pratos mais elaborados.

Apesar disso, a insistência no prato – que a maioria já sabe que não é muito saudável – pode representar riscos ao corpo, de acordo com um experimento inovador realizado pelo Dr. Braden Kuo, do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos. Por meio de uma câmera do tamanho de uma pílula, o médico conseguiu analisar o que acontece dentro do estômago de uma pessoa que consome esse tipo de refeição.

Nas imagens registradas, é possível perceber como o macarrão reage quando em contato com os sucos do estômago responsável pela digestão. Mesmo depois de duas horas dentro do corpo humano, grande parte do macarrão se mantém intacto, mantendo praticamente a mesma forma de quando chegou no estômago. Para comparação, no mesmo tempo, o vídeo mostra como um macarrão normal reage durante o tempo e a diferença é assustadora.

Primeiramente, a questão é preocupante pois o esforço para digerir o alimento pode aumentar a atividade do estômago provocando uma tensão desnecessária do órgão, forçando um trabalho de horas para tentar quebrar as partes do alimento. Enquanto o macarrão se mantém no sistema digestivo por tanto tempo, também afeta a absorção de nutrientes no corpo. No caso do macarrão instantâneo, no entanto, não há muitos nutrientes saudáveis para serem absorvidos. Ao invés disso, existe uma lista de aditivos artificiais que podem causar danos ao corpo, como é o caso do terc-butil-hidroquinona, ou TBHQ.

O TBHQ é produto químico derivado do petróleo comumente listado como antioxidante. Apesar disso, não é um antioxidante natural, e sim um composto sintético com as mesmas propriedades, evitando a oxidação de gorduras e olhos, prolongando a vida de comidas processadas, como o caso do macarrão instantâneo. Além de presente nesse tipo de refeição, o TBHQ também é encontrado em vários outros alimentos processados, como ingredientes de fast-food.

miojo

Por mais que o TBHQ não seja conhecido por ser tóxico ao ser ingerido, o que indica que o corpo é capaz de eliminá-lo naturalmente, o consumo exagerado de macarrão instantâneo, por exemplo, pode causar exposição prolongada ao composto. De acordo com o Environmental Working Group (EWG), especializado em estudos do efeito do TBHQ, os problemas que o produto variam desde afetar o fígado ao sistema reprodutivo.

Consumir pacotes de macarrão instantâneo ocasionalmente naturalmente não irá te matar, mas se você fizer disso um hábito, substituindo comidas reais por processados, os riscos virão com o tempo. Apesar de estarem disponíveis a baixos preços e serem preparados com facilidade, não são alimentos que você deve confiar para desenvolver a base de sua alimentação, já que podem representar muito risco para a saúde.

Será que depois dessa você vai ter coragem de continuar apostando nesse tipo de macarrão naquelas noites de fome? Conte para a gente.

loading…


Escreva Um Comentário