Hospital investiga se funcionários tiveram relação sexual durante plantão

Instituição vai analisar as imagens das câmeras para comprovar o que aconteceu

Um hospital da Paraíba iniciou uma investigação após tomar conhecimento sobre uma troca de mensagens íntimas de dois funcionários terceirizados. De acordo com informações do jornal ‘Extra’, na conversa, entre um motorista de ambulância e uma auxiliar de limpeza, os dois falam sobre uma suposta noite de sexo dentro do Hospital Universitário Júlio Bandeiras, em Cajazeiras.

“E quando vamos fazer aquela loucura novamente no hospital?”, diz um. “Somos loucos. Próxima vez, quero te pegar dentro da ambulância”, comenta outro. Procurada pela publicação, a assessoria de imprensa da instituição informou que os dois funcionários negaram que fizeram sexo dentro do hospital durante o plantão e afirmaram que os celulares teriam sido invadidos por alguém que implantou as conversas. A assessoria contou ainda que vai ser feita uma análise nas câmeras que monitoram o local 24h por dia, em todos os setores. Se for necessário, as imagens vão ser encaminhadas para a Polícia Federal. Confira nota na íntegra que hospital divulgou:

“A Direção do Hospital Universitário Júlio Bandeira – HUJB, informa a comunidade em geral que, tomando conhecimento de fatos compartilhados em redes sociais envolvendo prestadores de serviços desta instituição, determinou a abertura de Processo Administrativo para verificar a veracidade das informações e que se for necessário, estará encaminhando o processo para apuração junto a Polícia Federal para outras medidas investigativas.

Informamos ainda, que dispomos de monitoramento 24 horas por dia através de câmeras em todos os setores, e que a segurança de nossos usuários e prestadores é medida constante desta administração.

Direção Executiva do HUJB”.

Escreva Um Comentário