Histórias engraçadas – Um caso muito diferente

  • Em pensar que há poucos dias eu estava comentando com você que, aqui na policia eu já tinha visto de tudo… Isso eu estava falando contigo por causa daquele caso em que o cara foi roubar usando uma banana como arma… Quem diria. Agora mais esse caso. Eu mordi língua. Comentou o primeiro investigador.

  • Pois é! O ser humano é mesmo muito surpreendente. Confesso que eu também fiquei bastante chateado com a situação. Concordou o segundo investigador.

  • Por que você ficou chateado? Foi por causa das vitimas?

  • Ora! Claro que sim. Mas também por outra razão. Você sabe que eu sou mineiro não é? Então… E por esse motivo eu fiquei muito chateado. O marginal foi roubar usando como arma um dos símbolos culinários de Minas Gerais. É como se o larápio fosse assaltar alguém usando como arma uma pizza se isso tivesse acontecido em São Paulo ou com uma cuia de chimarrão se o mesmo fato tivesse ocorrido no Rio Grande do Sul…

  • Voce não acha que você está exagerando?

  • Claro que não. Pode perguntar para qualquer pessoa. Pergunta para qualquer mineiro quais são as coisas da culinária local que mais representam à boa e deliciosa terra mineira. Você vai ver que a pessoa vai te responder que é o queijo minas, o pão de queijo, os doces caseiros, o cafezinho e o indispensável biscoito de polvilho.

  • Ah! Eu acho que você está chateado demais com esse caso.

  • Claro que eu estou. Dessa vez essa bandidagem passou das contas. Eles nem sequer pouparam o tradicional biscoito de polvilho. Onde já se viu sair aí pelas ruas da cidade armado com um biscoito de polvilho para roubar as pessoas? Onde é que a gente vai parar desse jeito. E da próxima vez? Eles vão assaltar com o quê? Com bacalhau? Com um salaminho?…

Escreva Um Comentário