História Engraçada – A Grande Revelação

Ela era ligadona em novelas, era fã mesmo daquelas de não perder nenhum capítulo acompanhava até o último dia e só parava depois que todo mundo chorava e se casavam. Se a ficção estivesse envolvente e emocionante então, aí que ninguém tirava ela de casa. Ela não sai por nada e nem para nada. Só em caso de urgência e olha lá.
Quando começou o último capítulo da novela que ela mais gostava o seu filho de quatro anos falou que queria ir ao banheiro para fazer o número dois. Ela pensou: isso lá era hora de fazer uma coisa dessas, como se a gente pudesse escolher hora para este tipo de produção.

A mãe completamente concentrada na trama falou para o menino ir sozinho já que ele era bem grandinho e que tudo ia dar certo. Como o garoto tinha aquele peniquinho para criança, conformado, ele foi rumo a sua solitária missão.

A novela que ela estava acompanhando tinha uma dose bem grande de mistério tipo Agatha Christie e no enredo havia um caso complicado e misterioso de um assassinato. Naquele momento o detetive iria revelar o assassino , o malvado, o vilão, ele seria definitivamente desmascarado. Que será que era o cruel vilão? Quem teria matado a Senhora Mendonça? …mistério… Quando lá do banheiro vem aquele apelo meigo, carente e repleto de manha:

Manhêêêêêêêêê! Vem me limpaaaaaar!

Escreva Um Comentário