Garoto de 15 anos mata a namorada por ela ser feia

Vítima tinha envolvimento amoroso com suspeito, que continua foragido, Delegada espera testemunhas para saber se houve briga antes do crime.

A Polícia Civil está investigando a morte de uma adolescente de 13 anos morta com um tiro no peito no Residencial Brisas da Mata, em Goiânia. O principal suspeito é um menor de 15 anos, com quem a vítima tinha um relacionamento amoroso há pouco tempo. Ele está foragido desde o homicídio. Segundo testemunhas, ele teria cometido o crime por achar a garota feia e ser alvo de piadas de mau gosto de amigos. O crime aconteceu na quarta-feira (13).

Segundo a delegada responsável pelo caso, Marcela Orçai, ainda é necessário ouvir testemunhas para averiguar o fato. “Essa informação de que o menor a matou por achá-la feia foi dada por parentes. Em princípio, esse motivo não é o suficiente para o crime, então temos que ver se não teve uma briga entre os dois dentro casa do rapaz, antes do disparo”, disse.

O depoimento da irmã da vítima estava marcado para a tarde desta sexta-feira (15), mas a jovem não compareceu por ainda estar muito abalada após o enterro, que foi realizado nesta manhã. A previsão é que ela seja ouvida na segunda-feira (18).

Ainda de acordo com a investigadora, o nome do suspeito foi dado pela própria vítima. “Ela foi baleada no peito, mas foi socorrida ainda com vida. Durante o tempo que ela ficou consciente, ela disse à irmã que o menor com quem tinha um relacionamento foi o autor do crime”, disse Orçai.
Além da motivação do crime, a polícia aguarda os depoimentos das testemunhas para esclarecer com precisão como foi a dinâmica do crime.

De acordo com informações da mãe da vítima passadas à polícia no dia do assassinato, a filha estava com uma amiga na frente da casa do namorado, quando foi baleada no peito. A menina foi encaminhada por um vizinho para o Cais Curitiba, onde foi transferida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Entretanto, segundo a unidade, a garota não resistiu aos ferimentos e morreu por volta de 1h40 de quinta-feira (14).

Inicialmente, o caso foi registrado na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH). Entretanto, como o principal suspeito é um menor, o inquérito foi transferido nesta sexta-feira para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai).

fonte: g1

Escreva Um Comentário