Etíope ganha o ouro e quebra recorde mundial na primeira final do atletismo

Se a primeira final do atletismo for uma prévia do que o esporte reserva para os Jogos Rio 2016, os fãs do esporte podem se preparar. O primeiro ouro colocado em jogo no Estádio Olímpico, na prova dos 10.000m, nesta sexta (12), foi para a etíope Almaz Ayana, de 24 anos, que bateu o recorde mundial da distância, com 29min17s45.

A nova marca é quase 15 segundo mais baixa que o recorde anterior, que foi estabelecido pela chinesa Wang Junxia, em 1993.

Ayana assumiu a liderança da prova na metade final e sustentou a ponta até o final. A prata ficou com a queniana Vivian Jepkemoi Cheruiyot, que fechou a prata em 29min32s53 e o bronze foi para Tirunesh Dibaba, também da Etiópia, com o tempo de 29min42s56.

“Queria fazer uma boa prova e fiquei muito feliz te der conseguido o recorde. Isso é fantástico, significa muito para mim. Chegar a este momento é um sonho que se realiza. Nunca pensei que pudesse acontecer”, comentou.

Durante a noite, aconteceu a final do arremesso de peso feminino, vencida pela americana Michelle Carter, que marcou 20m63. A prata foi para a neozelandesa Valerie Adams (20m42) e o bronze para a húngara Anita Marton (19m87).

Escreva Um Comentário