Estudo comprova que o cheiro do mato tem um grande poder de cura


Os investigadores da universidade Nippon Medical School, em Tóquio, estudaram os efeitos que óleos essenciais e aerossóis emitidos por plantas e árvores podem ter no corpo humano. As conclusões deste estudo revelam que o contato com a natureza reduz drasticamente o stress sobre o sistema nervoso.

Segundo a revista norte-americana The Atlantic Cities, Qing Li, especialista em higiene e saúde pública daquela universidade, afirma que as caminhadas na floresta ativam as células do sistema imunológico responsáveis pelo combate a infecções e ao câncer. O especialista pretende agora comprovar que o cheiro das árvores é o principal agente nestas alterações no organismo humano.

 

Via Jardimdomundo.

Escreva Um Comentário