É das magrelas que eles gostam mais ?

A Playboy mais aguardada do ano é a do mês de aniversário, em agosto. Geralmente, a eleita é um mulherão, mas este mês a revista convidou Jéssika Alves, atriz de 23 anos, magrela e com cara de novinha. Na internet, os leitores detonaram a escolha antes mesmo de verem o ensaio.

Por que a edição de aniversário é a mais importante? Não vou muito longe. A atriz Nanda Costa, em 2013, posou para Bob Wolfenson pelas ruas de Havana, Cuba, e as fotos ficaram sen-sa-cio-nais. Em 2011, J.R. Duran fotografou Adriane Galisteu em San Pietro de Positano, na Itália, por 10 dias e com cerca de quatro mil cliques. A queridinha Cleo Pires, em 2010, era um sonho de consumo e deu um baile para aceitar o convite da revista – na época, foram feitos dois ensaios e a edição saiu em duas versões com capas diferentes, uma com foto de Bob Wolfenson e outra do gaúcho Jacques Dequeker.

Este ano, pelo que se sabe, Maria Casadevall era a preferida para a edição de 39 anos da revista, mas não aceitou o convite. Então veio a notícia: Jéssika Alvez, a atriz de angelicais 23 anos (e magérrima) será a capa de agosto. Vamos às considerações. Geralmente, a ideia que se tem de uma capa da Playboy é um mulherão, com pernão, bundão e peitão (às vezes mais um, nem tanto o outro) – como foi com Cleo Pires, Galisteu e Nanda Costa. De repente, uma mocinha, com cara de quem tem 15 anos e só uns 50kg (diz a lenda que ela tem 53), é anunciada capa da revista masculina mais respeitada do mundo. E por que não?

Assim que a Playboy divulgou as primeiras fotos, era possível encontrar nos blogs comentários do tipo: “Ela é muito magra”, “Mas é muito nova”, “Ela é sem sal”. Não entendi. Em entrevista ao portal UOL, o atual diretor de redação, Sérgio Xavier, justificou a aposta dizendo que Jéssika “é uma menina que está no horário nobre” (estava, na época do convite, na novela Em Família, da Globo). E acrescentou: “Também existe o desejo dela (Jéssika) nessa história. Para a própria carreira, já que fez coisas mais ligadas ao tipo menininha, é um despertar de mulher. Existe essa intenção dela de se mostrar mais mulher”.

Achei melhor pedir opinião a quem entende. Edson Aran, o homem responsável por todas aquelas capas citadas acima, foi editor da revista até 2013 e tirou cinco minutos do seu dia para me dar uma (mini) entrevista. Perguntei sobre a exigência dos leitores. “O que eu acho é que no Brasil todo mundo é técnico da Seleção e editor da Playboy, então sempre vão questionar escolhas”, dispara Aran. E conta que já foi apedrejado pela escolha de várias capas, mas que “isso faz parte”.

Ou seja, a mulherada na academia fazendo Projeto Verão desde já e os homens reclamando da magreza da moça. Milhares de dietas malucas o ano todo, para dizerem que faltou “borogodó”. Quem entende?

Para finalizar a conversa, mandei: “Edson, é das magrelas que eles gostam mais?”. Ele respondeu, sem rodeios: “Falsas magras”.

Vai entender.

Escreva Um Comentário