Curso de Marketing Digital Completo


Nos dias de hoje, 60% das pessoas tomam uma decisão sobre comprar ou adquirir um produto antes mesmo de sair de casa. E para isso, utilizam a internet e todas suas facilidades. As empresas que não estiverem bem posicionadas nesse novo contexto correm mais risco de serem esquecidas pelos clientes.

Ser visto e lembrado pelos clientes é a ação mais significativa que um empresário pode fazer para alavancar suas vendas. O segundo quesito fica por conta da qualidade do atendimento e entrega dos produtos e serviços. Sendo assim, fica claro que a comunicação deve acontecer de forma generalizada. Clientes esperam obter informações da sua empresa e seu produto para gerar confiança e credibilidade, já que é ali, que ele pretende deixar o seu dinheiro.

Ainda sobre o sentido e importância da comunicação para os negócios e, consequentemente impacto nas vendas, entende-se que o produto mais vendido no mundo, é aquele que é o mais oferecido. Para isso é necessário comunicar as vantagens, ganhos e benefícios. E nesse aspecto o brasileiro, de modo geral, deixa a desejar. Ainda oferecemos pouco, existe um certo comodismo quando atingimos o mínimo necessário, por isso que ofertar e explorar o mercado, pode sim, trazer resultados cada vez mais significativos.

Porém, é aí que empresários muitas vezes começam a encontrar uma segunda barreira, como comunicar, como ofertar seus produtos e serviços de forma adequada, como escolher as melhores ferramentas e garantir que isso trará os benefícios e resultados esperados. A grande jogada para situações como essa é a análise do ambiente. Quando falamos em análise do ambiente, precisamos ter uma visão sistêmica de todo meio que nós, pessoas ou empresas, estamos envolvidos, somos impactados e influenciados. E assim, certamente, grandes ideias podem surgir na hora criar campanhas mais atrativas e eficientes para ofertar vossos produtos e serviços.

Outro fator de extrema importância que muitas vezes é desconsiderado por empresários, é a velocidade da mudança. Existe uma máxima no mundo dos negócios de que, para ficar parado, basta somente ficar fazendo a mesma coisa todos os dias. Ou seja, o mundo, o mercado porta a fora continua em movimento e mudando a cada minuto, influenciado pelos mais diversos fatores, e se você não acompanhar, ficar por muito tempo fazendo a mesma coisa, já ficará para trás. Então, acompanhar as tendências, se renovar, quebrar paradigmas e muitas vezes se reinventar é primordial.

Ainda sobre se renovar, atrelamos esses e outros fatos ao processo de inovação. Inovar significa fazer diferente. E para comunicar, ofertar nossos produtos e serviços, também precisamos ter “cartas na manga”, visando atingir resultados mais satisfatórios. O reflexo da importância de se reinventar, fica muito claro para nós quando analisamos a evolução da tecnologia e o quanto ela tem impactado nossas vidas.

Estar atento a esse cenário e identificar como você estará posicionado em meio a estas mudanças é um detalhe quase que obrigatório. Fato é, que comunicar-se hoje, não é o mesmo que se comunicar há dois, cinco, dez anos atrás. A velocidade das informações e as ferramentas disponíveis evoluíram. E para atender a todo esse cenário, novos métodos surgiram e novas ações foram criadas. Eis então que surge o marketing digital.

O marketing digital surgiu para facilitar o modo como empresas podem comunicar-se com seus clientes, aproveitando as novas tendências tecnológicas, facilitando o entendimento e recebimento de informações nesse cenário de mudanças velozes e desafiadoras.

Neste curso, você irá aprender a desenvolver ações de marketing digital na prática, entender todo o processo e etapas que precisam ser analisadas e desenvolvidas em sua empresa, para atrair mais clientes e aumentar suas vendas. Tudo isso através de um bom planejamento e com muitas dicas, entre elas, algumas ferramentas gratuitas disponíveis na internet.

AULA 01 | O que é Marketing Digital

O marketing digital surgiu nos últimos anos como uma estratégia dentro do marketing tradicional. Seu principal diferencial é utilizar os meios digitais que estão presentes no cotidiano da população mundial, para obter resultados mais significativos e aumentar o relacionamento e a comunicação com clientes e consumidores.

Para melhor entender o conceito de Marketing Digital, é preciso recapitular o que é marketing. Marketing é um processo dentro da gestão empresarial que abrange diversos aspectos de um negócio, não existe uma definição única e exclusiva, mas sim, alguns detalhes que devem ser levados em conta. Por exemplo, é preciso entender que publicidade e marketing não são a mesma coisa, mas sim que publicidade é uma peça fundamental em uma ação de marketing.

O marketing, quando entendido como um processo, representa muito mais do que uma simples ação isolada dentro da empresa, mas sim a necessidade de rever diversos pontos que são fundamentais para garantir o bom funcionamento de um negócio, temos que falar de preço, praça, produto e promoção, ambos, fatores determinantes para o sucesso em um negócio.

Analisando o fator preço, se estiver muito alto e não acompanhar a qualidade do produto ofertado, de acordo com os olhos do cliente, corro o risco de ser taxado como “muito caro” e dificultar as vendas. Ou, se a minha formação de preço está equivocada, eu vendo algo muito barato e deixo de ganhar com isso, consequentemente, terei prejuízo.

Do ponto de vista produto, é preciso analisar se tudo o que digo oferecer, esta condizente com o que é entregue. O produto e sua respectiva qualidade, também são medidos e analisados pela clientela.

Sobre o aspecto ponto de venda. É ponderável uma análise sobre onde eu entrego meu produto ou serviço e se está de acordo com a expectativa dos clientes. Por exemplo: se tenho uma loja ou outro estabelecimento como comércio de alimentos, restaurante, etc.; a organização do espaço, disposição dos produtos e limpeza, por exemplo, devem estar em dia. Se estou falando de um site, é necessário ficar atento ao seu layout, facilidade de acesso, entre outros detalhes. E por fim, se falo de um representante comercial, o ponto de venda é ele mesmo, boa postura, apresentação pessoal e boa comunicação, podem ser critérios para destaque.

Agora, conforme já observamos na introdução deste curso, a parte final do processo é a comunicação, a hora de promover, divulgar, oferecer esses produtos e serviços ao público que eu almejo e pretendo alcançar.  Já não é mais segredo para ninguém que vivemos em uma era digital e que de alguma forma estamos sempre ligados à tecnologia e foi pensando em como aproveitar melhor essa interação que surgiu o marketing digital.

O Marketing digital tem o grande propósito de transferir as ações dos famosos 4 P´s do marketing (Preço, praça, produto e promoção), para as plataformas digitais tão utilizadas nos dias de hoje.

O marketing digital representa um grande potencial para empresas dos mais diversos portes e setores de atuação. Indiferente do que se pretende divulgar, esse novo jeito de se fazer marketing tem-se mostrado muito efetivo e leva resultados satisfatórios para as empresas e o porquê isso acontece, também é muito simples. Pois pelas ferramentas digitais, conseguimos levar todo aquele conceito de marketing já recapitulado anteriormente, para o mundo digitalizado. Veja que interessante:

Praça: Podemos utilizar as plataformas de e-commerce, para vender nossos produtos online com apenas um clique, mais facilidade, mais comodidade e quase sempre, menos custo operacional. Hoje em dia existem diversas plataformas prontas, basta fazer pagar taxas de assinatura e você já pode começar a criar seu negócio online. Mas também, caso preferir, é possível criar uma plataforma exclusiva.

Produto: O surgimento de novas plataformas, também facilitou o surgimento de novos produtos, muitos não tangíveis, ou seja, não podemos pega-los, como softwares, aplicativos e gerenciadores de conteúdo, que podem ser criados, comercializados e operacionalizados pelos meios digitais de forma ágil e prática.

Preço: Ações de marketing digital, podem gerar uma redução significativa no preço dos produtos vendidos, pela economia com processos operacionais, presente nas lojas físicas. Mas principalmente, por representar economia para o empresariado, já que existem muitas, mas muitas mesmo, ferramentas gratuitas, começando por blog, facebook, app e até mesmo a criação de sites.

Promoção: Por fim, o grande diferencial da comunicação, da publicidade: tornar produtos e serviços muito mais conhecidos. Abrangendo muito mais pessoas, impactando muito mais ações e tornando marcas mais conhecidas e mais desejadas pelos consumidores.

 

O marketing digital está aí para gerar benefícios e cumprir o seu papel de aproveitar as tendências digitais e desenvolver negócios cada vez mais inovadores e atrativos para o mercado. Impactando de forma positiva, ações estratégicas em empresas e demais instituições que visam o crescimento, consolidação e expansão.

 

AULA 02 | Os benefícios do Marketing Digital

Uma ação natural das pessoas é buscarem se adaptar aos acontecimentos do cotidiano, essas adaptações às vezes podem ser mais difíceis ou outras vezes mais naturais. A entrada da tecnologia e da era digital, vem ocorrendo aos poucos na nossa vida, e muitas vezes, quando nem mesmo nos deparamos, já estamos utilizando um novo equipamento, um novo aplicativo e interagindo cada vez mais com as mídias sociais. E o mais interessante é que parecemos gostar desse processo, não é mesmo? Sendo assim, se envolver na era digital passou a fazer para do nosso dia a dia.

A Internet tem mudado radicalmente a forma com que as empresas podem encontrar e se comunicar com os seus clientes. Para realizar isso, anteriormente as empresas eram obrigadas a gastar grandes verbas para fazer propaganda através dos meios tradicionais, tais como TV, rádio, jornais, revistas, outdoors e panfletos, já que essas eram praticamente as únicas formas de alguém descobrir sobre a oferta de um produto ou serviço.

No entanto, as pessoas hoje estão expostas a muito mais opções de mídia, produtos e canais de informação, e ao mesmo tempo estão cada vez mais eficientes em ignorar propagandas invasivas ou irrelevantes. Além disso, quando querem comprar algo, os consumidores têm confiado na Internet como forma de ajuda na tomada de decisão, buscando mais informações sobre o produto ou empresa, comparando preços, consultando opiniões de outros usuários e aceitando recomendações de amigos nas redes sociais.

O Marketing Digital tem algumas características que auxiliam nesta tarefa, permitindo que tenhamos alto retorno sobre o investimento de tempo e dinheiro na comunicação via Internet. São elas:

 

  1. É mensurável: Conseguimos medir em detalhes os resultados de cada campanha e saber o que funciona e o que não funciona, e então continuar investindo nas coisas que dão melhor retorno;
  2. É segmentável: Podemos promover ações com um foco muito maior, assim comunicamos e interagimos apenas com o público que tem interesse no que temos a oferecer;
  3. Permite atração gratuita: Seja por meio de busca orgânica no Google ou de forma viral via e-mail e redes sociais, é possível atrair potenciais clientes de forma gratuita e crescente para o seu site;
  4. Permite a construção de uma audiência: Através da produção de conteúdo relevante, o Marketing Digital possibilita a construção de uma base (ex: e-mails cadastrados, assinantes de blog, seguidores no Twitter, etc.) que ao longo do tempo se torna um ativo de marketing fundamental para a empresa;
  5. Tem ótimo custo-benefício: A combinação das quatro características acima faz com que o Marketing Digital permita que se atinja bons resultados mesmo a partir de baixos investimentos. Combinando a boa aplicação de recursos com ideias inteligentes e ajuda de boas ferramentas, o investimento na Internet tem muito mais retorno se comparado às mídias tradicionais. (fonte: Resultados Digitais)

Por todas essas características, diversas empresas têm experimentado excelentes resultados e, por consequência, têm investido cada vez mais no Marketing Digital. No Brasil, o investimento nesse meio cresce mais de 30% anualmente (fonte: IAB).

Para as Pequenas e Médias Empresas (PMEs), esses benefícios do Marketing Digital são ainda mais evidentes, já que em geral elas dispõem de poucos recursos para promover os seus produtos e serviços. A Internet é o meio onde boas ideias (simples e objetivas) e uma boa execução têm muito mais valor do que o dinheiro. No entanto, muitos empreendedores e responsáveis pelo marketing das empresas ainda não tiram proveito desse potencial, seja por desconhecerem as técnicas e ferramentas ou mesmo por terem receio da complexidade do meio.

Outro beneficiado com o marketing digital é o consumidor, pessoa física que também ganha agilidade e praticidade com todo esse processo, com os exemplos abaixo, é possível identificar como ambos os públicos saem ganhando com essa prática. Entre os benefícios obtidos pelos consumidores, pode-se destacar:

a)    Grande poder de visualização das marcas: Com o surgimento da era digital, hoje uma pessoa não se limita a saber só das promoções das lojas locais. Mas sim, do mundo inteiro, conhecer novas marcas, ter novas experiências de consumo. Fatores como esse têm sido muito explorados pelos consumidores da era digital.

b)    Troca de informações: O poder de pesquisa antes de realizar uma compra influencia diretamente o consumidor na hora de tomar decisão, sem falar que ele agora também pode conversar com amigos e conhecidos e esses ajudarem na hora da escolha do melhor produto ou serviço.

c)    Aumento do poder de compra: As vendas no mundo digital tiveram um crescimento fantástico nos últimos anos. Principalmente pelas facilidades de pagamento, diversidade de produtos e comodidade de comprar sem precisar sair de casa. Esses e outros fatores ainda se mantiveram em alta, mesmo em momento de queda no varejo tradicional.

Entretanto, é necessário que se tenha cuidado! Da mesma forma que a internet e as redes sociais podem funcionar de forma positiva quando uma empresa tem clientes satisfeitos, os clientes insatisfeitos podem prejudicar e muito a reputação online da sua empresa caso tenham sido impactados negativamente com seus produtos ou serviços. Em meio a cenários e desafios, a grande jogada é sempre estar atento às mudanças. Elas podem garantir que o marketing digital continue sendo bem feito, garanta credibilidade e benefícios para todos os envolvidos.

O que é fato, é que o marketing digital traz grandes benefícios a todos os envolvidos e por isso sua aceitabilidade está sendo tão grande. Somos envolvidos por ações de marketing digital a todo momento, durante nosso dia a dia. E por isso nos sentimos muito à vontade em explorar essas oportunidades.

 

AULA 03 | Inbound e Outbound Marketing

O tradicional versus o novo. É basicamente sobre essa velha discussão que estamos falando quando abordamos as diferenças entre o Inbound Marketing e o Outbound Marketing. São modelos que apresentam diferentes focos: enquanto no primeiro caso a ideia é conquistar a atenção do cliente de forma orgânica e espontânea, planejando o funil de vendas até a conversão, no segundo caso temos uma abordagem mais agressiva do marketing, movida, principalmente, pelo setor de vendas. Um exemplo é o marketing digital em comparação com o telemarketing.

Afinal de contas, qual é o modelo certo a ser adotado? Pode ter certeza de que se houvesse uma resposta definitiva para essa questão, ela não seria tão debatida no mundo empresarial atualmente. A verdade é que, tanto o Inbound Marketing, quanto o Outbound marketing, podem ser extremamente eficazes se aplicados da melhor maneira possível. Claro que, no segundo caso, normalmente é necessário investir mais recursos para ter sucesso, já que estamos falando de uma ação de larga escala.

Falar de marketing digital e não falar de Inbound e Outbound marketing é impossível. Essas duas expressões em inglês deixam claro o formato e a diferença entre o marketing tradicional e o digital, veja os exemplos.

O Inbound marketing, está diretamente ligado ao compartilhamento e criação de conteúdo, é considerado a principal ação do marketing digital, pois seu formato consiste em criar conteúdo e atrair clientes criando um processo de vendas em formato de um funil de prospecção e relacionamento até a fase da venda acontecer. Ou seja, você vai preparando o seu futuro cliente, deixando-o mais seguro de que ele precisa do seu produto, pois seus benefícios ficam claros em relação a sua necessidade. Com ações de Inbound, você não força a barra, deixa seu cliente definir o momento da venda e com isso poder ter resultados muito expressivos. Um exemplo de Inbound marketing, é quando passamos a acompanhar alguma empresa pelas redes sociais, viramos fãs de seus produtos e quando vemos, já viramos clientes.

Na outra ponta está o Outbound marketing, ligado ao modo tradicional, ou seja, vai direto ao ponto, que consiste basicamente em conquistar o cliente e fechar uma venda, utilizando um único canal de comunicação. É o que vemos no nosso cotidiano com panfletos de promoção, outdoors, anúncios no rádio e na TV. Note que não há o interesse em se relacionar com o cliente, mas sim, convence-lo em um único momento que tal produto é bom e você deveria compra-lo.

Há, ainda, a velha abordagem a ser adotada. Pode parecer que, por existirem cada vez mais plataformas disponíveis para se investir no marketing, o Outbound Marketing esteja ultrapassado. Acontece que muitas empresas ainda utilizam a estratégia. Por que? Porque dá certo! Embora seja exigida uma estrutura muito maior e, portanto, mais cara, estratégias como o Telemarketing e a promotoria de vendas ainda são eficazes.

Apesar do nível de rejeição, por parte do cliente, ainda ser muito grande nesse tipo de abordagem, mas se considerarmos um sistema que funcione em larga escala, o resultado a curto prazo certamente será benéfico.

Sobre as estratégias de Inbound e Outbound marketing, ainda é possível reforçar o modo que são constituídas e os objetivos específicos que espera-se atingir com a execução de tais práticas. Vale ressaltar que o planejamento adequado de cada ação, facilita muito todo o processo e visa garantir mais efetividade nas ações propostas e resultado obtidos. Dentre algumas estratégias e táticas utilizadas dentro desta linha, podemos destacar algumas ações que merecem maior atenção:

  • Geração de leads:  Leads são pessoas que de alguma forma estão interessadas nos produtos e serviços de sua empresa. Para gerar mais leads para seu negócio, é preciso definir e focar nos nichos de mercado que a empresa pretende realizar sua atuação. Após isso, o grande detalhe é encaminhar esses leads para o setor comercial. Afinal, os leads já demonstraram de alguma forma que tem interesse em seu produto ou serviço.
  • E-mail marketing: A forma correta de utilizar essa ferramenta pode dizer muito sobre o sucesso que você terá, ou não, com uma campanha de marketing digital, aqui mais uma vez, a dica é direcionar e-mails marketing para um público-alvo previamente definido, que já demonstrou interesse por seu produto ou serviço.
  • Anúncios em Social Media: A promoção de conteúdos de qualidade tem sido o grande responsável pelo sucesso da atração de leads. Explorando ao máximo as ferramentas do inbound marketing, é possível atingir número bem expressivos.

Deste modo, fica fácil identificar que não existe um método certo ou errado, evidentemente o Inbound Marketing é uma tendência nova e bastante recomendada para as empresas, principalmente se considerarmos os seus baixos custos e o fato de que a abordagem é feita de forma menos agressiva. No entanto, não podemos negar que o Outbound Marketing ainda oferece uma série de benefícios, principalmente se considerarmos as necessidades no curto prazo. No entanto, entre uma ou outra escolha, o ideal é sempre manter a opção de Inbound Marketing no seu planejamento, mesmo quando sua empresa opere basicamente pela outra modalidade. Isso porque estamos percebendo uma mudança de perfil do consumidor, cada vez mais exigente e questionador.

 

AULA 04 | As plataformas digitais disponíveis na Internet

Já identificamos que a mudança comportamental das pessoas, a velocidade da comunicação e entrada da tecnologia em nosso cotidiano, tem influenciado diretamente o modo que encaramos algumas coisas. Por exemplo, antes, para saber uma informação sobre determinado produto, não havia outra saída a não ser ir até a loja e ter que ouvir o vendedor explicar sobre benefícios de produto x ou produto y. Algo que acaba sendo raro nos dias de hoje, onde, sem sair de casa, eu já levanto todas as informações de determinado produto pela internet, e ao ir até a loja reconhecer o produto pesquisado, muitas vezes sei mais que o próprio vendedor.

Até alguns anos, a comunicação verbal via telefone ou escrita via sms era predominante. As plataformas digitais também influenciaram diretamente o nosso modo de se relacionar, compartilhar informações, compartilhar acontecimentos e opiniões. Ou seja, hoje está mais simples postar em um grupo no facebook ou WhatsApp, que gostaria de saber mais informações sobre determinado produto e ter a contribuição dos amigos e conhecidos de forma rápida e fácil.

Empresas e organizações passaram a explorar esse meio digital como uma grande fonte de informação sobre comportamento do consumidor, análise de demandas e necessidades e como já aprendemos, uma excelente vitrine para divulgação dos seus produtos e serviços e foi assim que devido ao aumento expressivo das ações de marketing digital, muitas plataformas acabaram surgindo para atender essa demanda. Um exemplo é a empresa Resultados Digitais, que criou um software exclusivo para gerenciamento de marketing digital. Com esse software é possível fazer a gestão de várias ferramentas e plataformas digitais disponibilizadas no mercado.

Nesse cenário, temos também aquelas plataformas que acabaram sendo adaptadas para esse fim, como o caso das redes sociais. As redes sociais passaram a exercer um papel de grande influência para o cotidiano das pessoas e devido a grande concentração de públicos em comunidades e grupos, discutindo os mais variados temas, transformou esses espaços em excelente oportunidade de negócios.

Aproveitando essas oportunidades, muitas redes sociais se adaptaram para oferecer soluções diversas a seus usuários. Como o caso do facebook, que hoje oferece a função exclusiva, chamada facebook para empresas, facebook adds, que analisa dados estatísticos de suas páginas, impulsiona publicações, gerenciamento de postagens e claro, anúncios patrocinados, vistos por milhares de pessoas. Recentemente, o facebook também adicionou ao seu portfólio de facilidades, a opção de venda de produtos pela própria plataforma. Esse movimento de oportunidades, transformou as famosas redes sociais, que agora já são chamadas de mídias sociais.

Hoje são inúmeras as plataformas digitais disponíveis no mercado, confira na relação abaixo, algumas que estão em destaque e são as mais utilizadas nas ações de marketing digital:

– As tradicionais | Websites: Páginas web para apresentar seus produtos e serviços de modo mais institucional, apresentar produtos e serviços, histórico da empresa, contato e interação com clientes. Ou, também temos websites na modalidade e-commerce, criados exclusivamente para serem o principal canal de vendas. Blogs: Também são páginas da web, geralmente ligadas a um website, cujo objetivo é o compartilhamento de informações e conteúdo. E-mail e E-mail Marketing: Um excelente canal de comunicação, para compartilhar, informar e facilitar a troca de informações entre pessoas ou grupos.

– As redes sociais | Facebook: A principal rede social do mundo, com mais de 1,6 bilhões de usuários, hoje possui uma série de vantagens para o marketing digital, tais como, Facebook para empresas, páginas, Facebook Ads e anúncios patrocinados. Instagram: Outra plataforma que surgiu com o objetivo de ser uma rede social de compartilhamento de fotos, agora oferece a opção e oferta de anúncios patrocinados. Snapchat e Twitter, também são exemplos de redes sociais que exploram fatos que acontecem no momento, a grande jogada dessas plataformas é a possibilidade de poder compartilhar em tempo real o que estou fazendo, ou fatos que estão acontecendo.

– Outras conhecidas | Buscador do Google: Disparado o buscador mais utilizado no mundo, oferece diversas vantagens aos usuários e para o marketing digital não é diferente, tem o Google Adwords, Google + e o Google empresas, além de ser um grande incentivador da divulgação de empresas e instituições pelo formato de busca orgânica. Youtube: Famoso pela facilidade de oferecer diversos conteúdos em formato de vídeo, é considerado o Google das pesquisas por vídeo e, Linkedin: Totalmente focado no lado profissional, é um canal de compartilhamento entre o mundo empresarial, profissionais e organizações, e é uma excelente vitrine para os dois lados.

Conhecendo um pouco mais sobre as ferramentas de marketing digital disponíveis, fica mais fácil partir para o próximo passo e identificar qual é a rede social mais indicada para o seu tipo de empresa e objetivo que pretende atingir no marketing digital.

 

AULA 05 | Como escolher a melhor plataforma para seu negócios

Já sabemos da importância e benefícios do marketing digital, tanto para nossa vida pessoal, quanto para o mundo dos negócios. E entendemos também, que não adianta fazer marketing digital apenas por fazer. Caso contrário, os resultados pretendidos e esperados não acontecem. É preciso analisar e identificar quais das várias ferramentas disponíveis são as mais adequadas para a necessidade pontual. O grande diferencial do marketing digital é a sua adaptação aos mais diversos tipos de negócios, sendo assim, cabe a cada empreendedor identificar qual a melhor plataforma para seu tipo de empresa.

Com a escolha da plataforma adequada é possível criar ações realmente eficazes e obter resultados significativos e satisfatórios. Para facilitar a escolha da plataforma de acordo com os objetivos estratégicos da empresa, separamos abaixo, quais são as plataformas mais recomendadas para cada tipo de empresa e segmentos de atuação.

  • Setor de academias | Recomenda-se: Blogs: podem ou não estar vinculados a um site, são uma excelente opção para criação de conteúdo, postando dicas sobre treinos, cuidados necessários, dicas fitness e dicas de treino. É considerado um grande aliando para quem deseja criar notoriedade e mostrar que entende do assunto. Página de Facebook da Academia (fanpage): muito indicado para ajudar na divulgação da marca e atrair mais clientes, a página tem uma abrangência muito grande e através dela é possível criar campanhas para atrair mais clientes, melhorar o relacionamento com clientes já existentes e também, ser uma grande vitrine para seus serviços. Perfil do Facebook do Profissional: é indicado caso o profissional queira relacionar sua imagem pessoal com a profissional, para o setor de academias é recomendado, pois muitos clientes gostam de acompanhar o estilo de vida e as ações do seu professor. Snapchat e Canal do Youtube: para aproveitar os formatos de vídeo, fazer demonstrações de exercícios, compartilhar dicas de treino e interagir com o público, onde eles possam visualizar o conteúdo em formato mais interativo.
  • Indústrias | Recomenda-se: Website: uma excelente opção para esse segmento, afinal, é uma necessidade dos clientes conhecerem mais a fundo as atividades desenvolvidas por esse tipo de segmento. O formato institucional facilita a interação e engajamento com o público-alvo. Blogs: no mesmo formato do exemplo do setor de academias, é recomendado para compartilhar conteúdo e mostrar notoriedade no segmento representado. E-mail e e-mail marketing: Uma boa opção para se comunicar com o público-alvo, seja para a central de relacionamento com os clientes, bem como envio de Newsletter, informativos, entre outras novidades para criar engajamento com a audiência e, Página de Facebook: para uma indústria não é uma obrigação, nesse caso, pode ser utilizada como uma métrica e vaidade, para medir o quanto sua empresa é reconhecida e curtida na sociedade. Para esse segmento, não se recomenda vincular o perfil profissional com o pessoal.
  • Varejo e Turismo | Recomenda-se:  Instagram: uma excelente ferramenta para publicar imagens dos produtos ofertados. Pelos efeitos e edições que podem ser colocados nas imagens, possibilitam que os produtos sejam apresentados de maneira bem mais adequada, agradando assim os olhos dos clientes. Sem falar dos benefícios de também ser uma rede social e atingir um grande número de pessoas que acompanham suas postagens. Website e E-commerce: os dois formatos são muito bem recomendados para empresas desse segmento. Afinal, é importante um website institucional para se conseguir criar estrutura e processo para incrementar os serviços de e-commerce, melhor ainda para o negócio e, Página do Facebook: muito indicada para ajudar na divulgação da marca e atrair mais clientes, a página tem uma abrangência muito grande e através dela é possível criar campanhas para atrair mais clientes, melhorar o relacionamento com clientes já existentes e também, ser uma grande vitrine para seus produtos e serviços.

 

Outro fator que é fundamental e precisa ser levado em conta após definir a melhor plataforma para seu negócio, é garantir que o conteúdo postado seja realmente relevante e atrativo para a audiência. Caso contrário, será só mais um em meio a esse cenário cada vez mais competitivo, ou se reinventar e inovar, faz parte do processo. Confira na próxima aula, como criar campanhas mais atrativas.

 

AULA 06 | Como criar campanhas mais atrativas

Hoje em dia a internet proporciona muitas facilidades, inclusive a possibilidade de explorar as plataformas digitais. Porém, é preciso ressaltar que fazer ações na internet só por fazer certamente não terão os efeitos e resultados esperados, se não forem realizadas de modo atrativo e que gere significado para os clientes. Até porque, pessoas não dão atenção para conteúdos irrelevantes e suas ações podem correr o risco de passarem despercebidas.

O segredo para criar campanhas realmente atrativas está no planejamento adequado, ligado a um objetivo específico que se deseja atingir. Sendo assim, separamos abaixo, algumas dicas aplicáveis para criar campanhas mais atrativas, confira:

Dica 01 – Fazer um bom planejamento é fundamental para definir cronograma de postagens, conhecer os produtos e serviços da empresa e caprichar nos conteúdos que serão postados!

O planejamento é caracterizado por tudo aqui que eu faço antes da ação, então, quanto mais preparado eu estiver, melhor será o conteúdo do meu marketing e consequentemente maiores as chances de fazer campanhas atrativas e atingir o objetivo desejado.

Dica 02 – Conhecer muito bem seus produtos e serviços e ter domínio na hora de comunicar as qualidades para a audiência. Quanto mais conhecimento você tiver, melhores as chances de adquirir notoriedade perante os clientes!

Ter conhecimento e domínio sobre seus produtos e serviços deve ser algo trabalhado constantemente. Já comentamos aqui sobre a velocidade das mudanças no nosso cotidiano, pessoas mudam seu modo de pensar e agir, o mercado muda as tendências e as novidades e, para isso, o empresariado precisa estar sempre atento e acompanhando se os produtos e serviços que deseja oferecer ainda estão condizentes com as demandas do mercado, caso contrário, é sempre necessário fazer a calibragem adequada, seja da linguagem utilizada na comunicação e principalmente do produto ou serviço que é entregue aos clientes.

Dica 03 – Invista em design e qualidade das publicações. Aproveite as plataformas grátis, mas não hesite em contratar um profissional se considerar necessário.

Vamos combinar que ninguém gosta de ficar assistindo um vídeo com baixa qualidade de gravação, onde não entendo a voz, não visualizo o conteúdo, e ficamos mais incomodados do que interessados, isso sem falar daquelas fotos sem graça, que não representam a real qualidade de um produto e serviço. Pois bem, é isso que o empresário precisa evitar. A qualidade das publicações deve seguir um padrão mínimo de qualidade para gerar sinergia com a audiência que está tendo acesso ao seu conteúdo. Indiferente da plataforma utilizada.

 

Certamente, essas e outras considerações irão lhe ajudar a fazer um checklist, afim de verificar se a campanha que será lançada está realmente atrativa e condizente com o perfil do público-alvo. Se as respostas forem positivas, significa que estamos no caminho, por isso, é sempre importante receber feedbacks e analisar o resultado obtido ao final de uma campanha. Só assim consegue-se analisar os erros e fazer melhor na próxima vez.

 

AULA 07 | Planejando uma ação de Marketing Digital

Partindo do princípio de que planejamento é tudo, “o que que eu faço antes da ação”, é importante desenvolver essa habilidade de programar e organizar de forma adequada toda a ação de marketing digital que deseja realizar. 

Planejar é uma etapa do processo de gestão, contínuo e dinâmico, que leva em conta processos internos e externos de uma organização, cujo objetivo principal é facilitar a tomada de decisão, visando atingir resultados mais satisfatórios. Um plano, quando bem construído e posteriormente bem executado, pode trazer uma série de benefícios, tais como: Controle adequado, resolução antecipada de problemas, produtos e serviços entregues com melhores requisitos e evitar possíveis dores de cabeça.

Quando falamos de marketing digital, o processo não é diferente, afinal, também desejamos colher resultados significativos ao final do processo, não é mesmo? Deste modo, também existem algumas premissas e considerações que o empresário ou responsável pelo setor em uma empresa, deve estar atento para evitar perder dinheiro, acertar nas publicações, atrair mais clientes e vender muito mais. Confira as etapas para um bom planejamento de marketing digital:

  1. I.              Diagnosticar: É a etapa número um do processo, afinal, quando melhor conhecer o mercado e público que queremos atingir, melhor também será o momento de escolher a plataforma mais adequada ao meu segmento de atuação. Diagnosticar é levantar informações sobre a empresa: quem somos?, Qual nosso produto?, O que oferecemos?, Definição clara do público-alvo, quem é nosso cliente?, Quem queremos atingir com essa campanha, definição dos produtos e serviços que se oferecem, definir os objetivos que a empresa tem para o futuro, o que desejamos para nossa empresa? Como pretendemos alcançar esse resultado? O que a empresa já faz atualmente para atrair clientes e o que pode melhorar? Quais plataformas já utiliza?
  2. II.            Escolha da plataforma: O segundo passo do planejamento tem um papel fundamental, pois é quando se define o canal para comunicar, informar e oferecer o produto ou serviço da empresa, é necessário ter bem claro as informações levantadas na etapa do diagnóstico para que se faça uma análise adequada e defina qual é a plataforma digital que melhor se encaixa ao tipo do negócio.
  3. III.           Gestão de conteúdo e Cronograma: A terceira etapa do planejamento já é menos analítica e mais técnica, é onde será construído e elaborado o conteúdo das postagens e o cronograma da ordem que eles serão disponibilizados, para isso, faça um cronograma da frequência das postagens e separe qual serão os conteúdos a serem postados, fotos, vídeos, artigos, entre outros.
  4. IV.          Definir gatilhos de Aquisição: Essa etapa é considerada uma das mais importantes no planejamento, no que diz respeito a atração dos clientes, é o momento de escolher quais serão os gatilhos de aquisição utilizados para o convite e engajamento da audiência. Gatilhos de aquisição são todas aquelas frases e expressões usadas para engajar seus clientes após eles terem acesso a marca da sua empresa.
  5. V.           Definir indicadores de monitoramento: A quinta e última etapa do planejamento é a criação de indicadores para medir se as ações desenvolvidas, estão atingindo os resultados satisfatórios conforme o esperado. Também conhecida como feedback, é o momento de medir se todo esforço durante o processo atingiu o resultado obtido. O grande diferencial após medir, é analisar os dados coletados e fazer os ajustes adequados para saber aonde é preciso melhorar.

Deste modo, após construído e concretizado o planejamento do marketing digital, já é possível avançar e partir para a prática. Aqui, o grande diferencial é se certificar de que os responsáveis estão cientes de todo o processo e preparados para seguir o planejamento implementado as ações previamente definidas.

 

AULA 08 | Criando gatilhos para aquisição de Clientes

O dia a dia das pessoas é recheado de acontecimentos, ações, interações e a todo momento nosso cérebro é bombardeado de informações. Algumas nos chamam mais a atenção que outras, e também tem aquelas que nem mesmo percebemos. A verdade é que ao longo do tempo, vamos armazenando muitas informações e assim nosso cérebro acaba criando alguns gatilhos mentais, que são como uma espécie de atalho automático para evitar grandes reflexões antes de tomar uma decisão.

No marketing digital, os gatilhos para aquisição de clientes têm função semelhante, pois partem do suposto de que as pessoas já foram muito bem informadas sobre seus produtos e serviços e agora precisam ser chamadas para ação, essa etapa é considerada a “cereja do bolo” dentro do marketing digital, pois se trata do momento em que você chama o cliente que está no seu funil de Inbound marketing para experimentar seus produtos e serviços. Ou seja, é hora de provoca-lo para a compra.

A utilização de gatilhos mentais em mídias sociais é indispensável porque é uma das formas mais eficientes de estar em contato direto com seu público, fazendo com que mais pessoas decidam pela aquisição do seu serviço ou produto. Por isso, utilizar gatilhos em mídias sociais tem o poder de alavancar as vendas da sua marca ou mesmo melhorar sua reputação.

Empresas devem criar botões de ação para engajar seus clientes e começar a envolve-los no estágio das vendas. Existem várias técnicas para chamar um cliente para a ação, o importante é analisar qual gatilho mais se encaixa com o seu tipo de negócio e objetivo pretendido. Por exemplo, algumas empresas querem atrair clientes apenas com o objetivo de testar um produto novo que foi lançado, então o gatilho de aquisição pode seguir uma linha do tipo “Temos essa novidade, gostaria de experimentar? Faça sua inscrição clicando “aqui”, sem custo de participação”. Outro exemplo é para quem já quer chamar o cliente para a venda: “Lançamento, últimas unidades, reserve o seu através do telefone, ou pelo nosso site”.

Confira algumas formas e gatilhos de aquisição de clientes mais utilizados no dia a dia, e que pretendem garantir o sucesso de sua ação de marketing digital. Os gatilhos podem variar de acordo com o perfil e objetivo da campanha de marketing digital, podendo ser: diário, semanal, mensal, apenas para datas comemorativas ou “relâmpago”:

– Gatilhos para campanhas semanais: São indicados para campanhas pontuais, relacionadas ao lançamento de um novo produto, ou alguma promoção específica que esteja ligada a eventos aleatórios como a final de um campeonato esportivo, uma frente fria inesperada etc.. O modelo e exemplo que pode ser utilizado são: “Aproveite o momento… Venha nos fazer uma visita… Se inscreva para concorrer…”

– Gatilhos para campanhas mensais: São indicados para campanhas mais elaboradas, que já vêm sendo programadas com mais antecedência e pretendem engajar os clientes a médio e longo prazo. Por exemplo: “ Venha fazer uma avaliação gratuita… Agende uma consulta… Mês com ofertas especiais, garanta já o seu…”

– Gatilhos para datas comemorativas: São os gatilhos mais fáceis de interagir com o público-alvo, muito fácil de aproveitar, afinal, as datas comemorativas por si só já geram uma atração na mente das pessoas, confira os exemplos: “Aproveite o dia das mães.. Dia dos pais está chegando, já comprou o presente para seu pai… Aniversário da loja, descontos especiais… Só nesta data… Especialmente para você… Ainda dá tempo de comprar seu presente…”

– Gatilhos para ofertas relâmpago: São indicados para surpreender os clientes, podem fazer parte da estratégia de inovação das empresas para conquistar aqueles clientes que têm alguma necessidade e estão só esperando pelo melhor momento para comprar, por exemplo: “Só hoje… Aproveite… Não vai ficar de fora… Imperdível… Só amanhã, venha nos fazer uma visita…”

 

Esses são apenas alguns exemplos, cada tipo de negócio pode escolher as chamadas de ação que achar mais interessantes. O que vale ressaltar é a vantagem de poder utilizar as ações do marketing digital para atingir esses objetivos. Afinal, os custos são muito baixos e os resultados são bem interessantes.

 

AULA 09 | Métricas e Indicadores para medir o sucesso

Um detalhe muito importante no mundo dos negócios é medir e acompanhar em quanto anda o crescimento e a evolução do empreendimento, ver se ele está acontecendo conforme esperado e assim por diante. Na nossa vida pessoal também não é diferente, colocamos alguns objetivos e vamos monitorando para ver se estamos chegando perto, se atingimos ou precisamos mudar alguma coisa para chegar lá. Muito bem, com o marketing digital também não é diferente. Para garantir o sucesso das ações planejadas é preciso medir e acompanhar o desenvolvimento de cada uma delas, assim é possível identificar se o objetivo desejado está sendo atingido ou não.

O que é muito bacana e uma facilidade no marketing digital, são as várias possibilidades ofertadas para poder medir o resultado quantitativo e qualitativo de suas ações, diferente do marketing tradicional, que não oferece esse diferencial.

Vamos explicar melhor. Falando de campanhas de publicidade no marketing tradicional, vamos imaginar que você deseja fazer um anúncio em uma revista ou em um jornal local. Após a matéria ser publicada, nem você, nem a empresa dona da revista ou jornal sabem informar qual foi o número de pessoas que realmente leu aquela reportagem. Claro, existem algumas estimativas, mas número concretos não são possíveis de medir. Agora veja a comparação de quando você faz uma publicação na sua página do facebook. Em tempo real você já recebe alertas de quem está curtindo ou compartilhando aquela reportagem ou informação e depois ainda consegue emitir relatórios sobre qual foi o alcance da publicação, quantas visualizações teve e mais uma série de benefícios.

E é por isso que precisamos medir, para saber se as ações planejadas estão atingindo o objetivo proposto. Sendo assim, é preciso criar e definir quais as métricas e indicadores são os mais adequados para seu tipo de negócio. Em resumo, no marketing digital, as métricas e indicadores são um conjunto de objetivos que a empresa deseja atingir, por exemplo: Atingir cem novas curtidas na página por semana, fazer uma nova venda por dia e assim por diante.

Confira na tabela abaixo, algumas sugestões de métricas e indicadores que podem ser utilizados para medir o resultado de suas ações de marketing digital:

Indicadores das Plataformas Digitais Indicadores de Gestão Empresarial
– Novas curtidas na página: O Facebook permite essa função, que mostra quantas pessoas já demonstraram algum interesse naquilo que você publicou. – Ligações recebidas: É medido pelo empresário, uma forma de saber se as campanhas de gatilho de aquisição estão funcionando.
– Número de compartilhamentos: Também disponível no Facebook, mostra a quantidade de pessoas que demonstraram muito interesse com sua publicação e inclusive estão recomendando. – Orçamentos solicitados: É medido pelos empresários, também uma forma de saber se as ações publicadas estão surtindo efeito. Quanto mais orçamentos solicitados melhor.
– Número de curtidas por campanhas: Disponível no Instagram, mostra quantas pessoas gostaram da sua publicação e sinalizaram possível interesse. – Número de novos clientes cadastrados: Medido pelo empresário, mostra o engajamento de novos clientes e que eles já estão comprando com você.
– Qual foi a campanha mais curtida: Disponível em Instagram e Facebook, é ideal para saber qual das ações realizadas teve mais sucesso. Aproveite para replicar o que deu certo em outras publicações. – Número de pessoas que entraram na loja: É possível acompanhar para identificar se as campanhas estão surtindo efeito e sua empresa passou a ser mais atrativa, gerando interesse nos clientes.
– Número de novos seguidores no mês: Disponível em Twitter, Instagram, Youtube, Blog, Facebook, é ideal para medir o sucesso da sua marca e quanto novas pessoas estão mais interessadas em saber o que você faz.

 

– Aumento no faturamento: Ferramenta de gestão, pode ser medida por softwares de gestão e identifica se a empresa está atingindo o resultado esperado, crescimento, volume de vendas e entre outros.

 

AULA 10 | Fazendo Marketing Digital na Prática

Acreditamos que até aqui você já aprendeu muito sobre marketing digital, e se agora sua vontade é colocar todo esse aprendizado na prática, separamos 06 passos que devem ser seguidos e são fundamentais para garantir a execução do trabalho com marketing digital. Todo o processo é construído com base nos 06 passos pois todos são complementares. O processo de implementação do marketing digital segue um workflow e permite ao empresariado desenhar todo o processo e tornar essa prática uma rotina em seus negócios.

Já tratamos na aula 01 sobre a importância e benefícios da realização do marketing digital e, pesquisas realizadas têm apontado o quão importante é, para empresas que desejam ser mais reconhecidas e consequentemente aumentar seu poder de vendas.

Confira abaixo, os 06 passos para implementar o processo de marketing digital em uma empresa:

1. Faça um auto diagnóstico: O diagnóstico é a ação inicial em um plano de marketing digital. Já estudamos na aula 07, todas suas características e importância para a construção de um bom planejamento.

Na prática: Avalie sua empresa, faça um breve histórico, quais são os objetivos para o futuro e como você espera alcança-los. O que você faz hoje para atrair mais clientes e como poderia fazer melhor.

2. Mapeie seus produtos e serviços: Conhecer bem todos os produtos e serviços que você tem a ofertar é fundamental para se programar na hora de escolher a melhor plataforma e criar os conteúdos de divulgação.

Na prática: Faça um levantamento de tudo que você pode oferecer aos seus clientes e certifique-se de que esses produtos e serviços estão de acordo com as necessidades do público-alvo.

3. Escolha a plataforma: A escolha da plataforma é o que vai definir o modo como você irá entregar o marketing digital e como os seus clientes terão acesso a sua marca e ficarão conhecendo seus produtos e serviços.

Na prática: Com base nas dicas das aulas anteriores, escolha as plataformas digitais que melhor se encaixam ao seu tipo de negócio.

4. Defina o cronograma e planejamento do conteúdo: A preparação e programação das campanhas de marketing digital é o que fará todo sentido no processo quando falamos em ir para a prática. Os clientes estão esperando por conteúdos atrativos e esperam que você os encante.

Na prática: Programe-se para criar o conteúdo que será postado com antecedência, baseando-se nas datas do cronograma, assim você garante publicações com mais qualidade.

5. Defina os gatilhos de aquisição: Os gatilhos são a chamada de ação para os clientes interagirem com sua marca.

Na prática: Hora de colocar a cereja no bolo e engajar seus clientes para ampliar o relacionamento e levá-los até a fase de compra. Defina os gatilhos que estiverem mais relacionados com o objetivo da campanha de marketing digital e atraia seus clientes para a venda.

6. Crie o hábito de medir e analisar os indicadores: Medir o sucesso de suas ações é tão importante quanto as criar. Os indicadores irão ajudá-lo a criar ações de marketing digital cada vez mais atrativas.

Na prática: Escolha os indicadores mais interessantes e que lhe ajudarão a medir os seus resultados, o grande diferencial do marketing digital é medir o seu sucesso com clientes, ou seja, o reflexo de suas ações.

 

Feito isso, agora você já entende bastante sobre marketing Digital. Assim, convidamos para testar seus conhecimentos fazendo a avaliação, para fixar ainda mais o conteúdo aprendido e colocar em prática todo aprendizado desse curso.

 

Bibliografia/Links Recomendados

Livro: Marketing 3.0 – As forças que estão definindo o novo marketing, Philip Kotler, 2010

Livro: A Revolução das Mídias Sociais, Andre Telles, 2010

Livro: A bíblia do Marketing Digital, Cláudio Torres, 2009

Livro: Planejamento de Marketing Digital, André Lima e Daniel Salvador, 2015

Site: http://marketingdeconteudo.com/marketing-digital/

Site: http://resultadosdigitais.com.br/blog/

Site: http://www.academiadomarketing.com.br/artigos-marketing-digital/

Caso desejar aprimorar ainda mais seu conhecimento sobre marketing digital, recomendamos alguns websites abaixo:

http://resultadosdigitais.com.br/
http://rockcontent.com/
http://www.marketingdigital.com.br/

Escreva Um Comentário