Crônicas muito engraçadas e divertidas – Os brutos também amam

Ele era um rapaz de vinte e um anos de idade, forte, gostava de judô, jiu jitsu e vale tudo. Por causa da sua vida de atleta ele era admirado pela maioria dos colegas da escola.

Nos últimos dias ele estava muito triste, vivia chorando pelos cantos e chorava de soluçar. Os amigos de classe perguntavam para ele qual a razão de tamanha tristeza e ele dizia que não era nada. Por mais que ele quisesse disfarçar os colegas sabiam que algo não estava bem. Para não incomodá-lo ainda mais procuraram deixá-lo em paz.

  • Eu acho que ele está assim por causa da luta que ele vai fazer daqui a uma semana, parece que o cara é parada dura – disse um colega.

  • Eu acho que é por causa da nota ruim que ele tirou em matemática. – disse outro colega.

  • Lá na rua tá todo mundo comentando que foi por causa de um fora que a Laurinha deu nele. Disse a garota.

Dois dias depois ele já estava um pouco melhor. Já se mostrava um pouco mais recuperado da fase ruim que ele acabará de atravessar e estava se parecendo mais com o garotão cheio de vida e saúde que todos conheciam. Uma das colegas disse para ele;

  • Olha, eu sei que nós não tenho nada a ver com a sua vida, mas gostaríamos que você soubesse que nós somos suas amigas, quando você estiver triste é só desabafar que nós sempre estaremos ao seu lado para te ouvir. Disseram algumas garotas

  • É bom saber que eu posso contar com garotas super bacanas assim como vocês… O que aconteceu comigo Não foi nada de grave não. No inicio da semana, o meu cachorrinho, o Pingo, morreu. Ele era um amigão para mim, eu o conhecia desde os meus doze anos de idade, ele teve participação especial na minha vida e por causa disso fiquei muito abalado…

  • Pera aí! Você tá dizendo que ficou daquele jeito só por causa da morte do seu cachorrinho?

Escreva Um Comentário