Coca-Cola anuncia sua entrada no mercado de café com produto ‘tipo exportação’

O grão arábica é considerado “gourmet” entre os especialistas da bebida

Foi anunciado nesta quinta-feira que a Coca-Cola está entrando no mercado dos cafés. A gigante do setor de bebidas lançará, em agosto, sua linha sob a chancela da marca Leão, que já atua no setor de chás. O Café Leão pretende se posicionar como um produto “tipo exportação”, com grãos 100% arábica, cultivados no país e com torra média ou escura.

O grão arábica é considerado “gourmet” entre os especialistas em café, sendo colhido manualmente. Já o café comum, consumido cotidianamente no Brasil, tem sua colheita feita por máquinas, o que, teoricamente, prejudica o sabor da bebida por não separar minuciosamente grãos verdes de grãos maduros.

Divulgação

De acordo com a Coca-Cola, o objetivo é ampliar o acesso do consumidor à categoria de cafés especiais, “tipo exportação”. “Ao entrarmos nesse mercado, estimulamos o debate sobre o café tipo exportação. A Leão quer expandir a disponibilidade de café de alta qualidade no mercado, aumentando o acesso do consumidor brasileiro a esse tipo de produto, para que esse segmento possa se desenvolver e ajudar no crescimento da categoria no Brasil”, afirma Sandor Hagen, vice-presidente de Novos Negócios da Coca-Cola Brasil.

Inicialmente, o Café Leão será encontrado no Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba, com a previsão de chegar aos principais pontos de venda de todo o país a partir de janeiro de 2017. Em setembro, os consumidores brasileiros também poderão adquirir o Café Leão em canais de e-commerce.

Escreva Um Comentário