Clique aqui e leia um texto chato

Bored woman at office

Tem o chato ocasional e o chato vocacional.

No caso do chato de ocasião, convenhamos, é preciso dar um desconto. Pode ser uma química qualquer no corpo, o resquício de uma noite ruim ou efeito da lua no signo ascendente do sujeito. Pode também ser fruto de enxaqueca ou indisposição estomacal. Quem já não acordou chato que atire a primeira pedra.  Eu já. Mais de uma vez.

O chato ocasional pode ser uma vítima de suas circunstâncias. Tem quem saia de casa legal e, já no trânsito, vá se transformando em um chatão. Ao desembarcar no trabalho, depois de enfrentar quase uma hora de uma avenida Rebouças, o legal do café da manhã já se transfigurou no mala da sala de reunião.


O chato ocasional tem altos e baixos durante o dia. Pode ser um amor no cafezinho ou um crápula na fila do restaurante por quilo; pode ser chato e legal no espaço de uma hora, de um minuto ou até na mesma frase. O chato ocasional é um turista na cidade dos chatos. Ou seja, vai passar lá um final de semana ou dois, tirar umas fotos, encher uns sacos e depois voltar ao lar das pessoas normais. Já o chato vocacional tem esse talento, esse dom natural de ser chato. Quase não tem culpa. Não tem consciência da própria chatice –  simplesmente é quem ele é. Nasceu assim, fofinho e chato; bonito e chato; cara de joelho e chato; pobre e chato; rico e chato; alguma coisa (qualquer coisa) e chato. O chato vocacional não tem partido. Pode ser de esquerda, pode ser de direita; pode fazer campanha para o Jean Willys ou ser um baba ovo do Bolsonaro; o chato pode defender as causas mais justas ou cagar e andar para o resto da humanidade; o chato pode fazer o bem ou pode fazer o mal. Ou seja, a chatice é democrática. O chato vocacional não é uma pessoa carente de atributos. Ao contrário, às vezes, o chato, é um carinha cheio de assunto e energia, alguém que você diz bom dia e ele explica; alguém que transforma qualquer fiapo de assunto em uma Ilíada. O chato não é do tipo que usa vírgulas e costuma encher os espaços em branco de palavras e palavras sem deixar ninguém falar mais nada ou ter uma opinião diferente da sua porque o chato o chato de verdade sempre tem razão.

O chato vocacional pode ser do tipo conselheiro, do tipo ombro amigo, do tipo que sabe o futuro, do tipo coisas da vida, do tipo eu já passei por isso, do tipo me escuta, do tipo eu te amo demais, do tipo eu não consigo te esquecer, do tipo quero morrer, do tipo estou ficando velho, do tipo deixa eu te ensinar, do tipo sem nenhuma incerteza, do tipo que nunca errou, do tipo que ligou o foda-se, do tipo que fiscaliza, do tipo que dá palestra, do tipo casadinho, do tipo namorandinho, do tipo solteirão, do tipo que fica separando, elencando, os tipos de chato.

Escreva Um Comentário