Brasileiro viaja pelo mundo em busca da mulher perfeita


Após ter o seu relacionamento terminado por causa de ciúmes, um empresário brasileiro prometeu para si mesmo que não iria se envolver fixamente com nenhuma outra mulher até ter a certeza absoluta de que aquela seria a mulher ideal.

Para isso acontecer, ele (que não tem seu nome divulgado por motivos de haters) decidiu sair em viagem pelo mundo inteiro – e sem data de volta – em busca do que chamamos “a mulher perfeita”.

Mas quais características teriam essa mulher? Nem ele sabe, mas quando a encontrar, ele irá perceber e saber que é ela. Enquanto isso, o jeito é sair procurando pelos quatro cantos do mundo.

Registrando tudo

O Viajante Anônimo como se auto denomina, inclusive criou um blog com o mesmo titulo reunindo dicas dos melhores lugares e festas para conhecer mulheres ao redor do planeta. Já foram mais de 40 países visitados e até o fim do ano, ele espera viajar ainda mais!

O portal IG conseguiu uma entrevista com o empresário e conseguiu algumas explicações a mais para o tal projeto: “Acho que o anonimato te permite contar histórias mais íntimas sem ter que se preocupar com reações negativas. Não sei se gostaria que as amigas da minha futura esposa pudessem ler meus relatos públicos sobre as mulheres que já transei”.

Mas como surgiu essa ideia? “Uma amiga holandesa comentou que havia conhecido algumas brasileiras, e ficou impressionada como elas eram ciumentas com os namorados. Nessa hora, pensei: ‘acho que o problema não é só meu. Vou viajar para estudar como é o comportamento das mulheres lá fora, e quem sabe encontrar uma mulher para ser mãe dos meus filhos”.

brasileiro-viaja-pelo-mundo-em-busca-da-mulher-perfeita-2

Mais sobre o projeto

Sobre como são as viagens, ele responde: “Eu tenho um jeito bastante peculiar de viajar. Simplesmente abro meu aplicativo de bookar passagens, coloco o país que estou, defino uma data, e peço para ele me mostrar as passagens mais baratas para qualquer lugar no mundo. Se o país for interessante e ainda não explorado por mim, eu compro e vou”, contou o paulistano.

“Da última vez eu estava em Kiev na Ucrânia e fui parar em Thessalonik na Grécia. Mas gostaria bastante de completar a Oceania e a América do Sul inteira este ano”, completou.

Quanto chamado de machista em certos pontos, o viajante anonimo se justifica: “Já recebi várias críticas de grupos feministas que enxergam meus relatos de viagens como machistas, mas o que elas não entendem é que esse é o jeito que os homens conversam e eles são meu público-alvo”.

No blog ele conta suas aventuras mais inusitadas, dá dicas de como ajudar um homem na pegação e até se gaba de já ter conseguido realizar os fetiches masculinos mais loucos possíveis, como ficar com duas amigas, duas irmãs e até uma mãe e filha juntas!

brasileiro-viaja-pelo-mundo-em-busca-da-mulher-perfeita-3

Escreva Um Comentário