Brasileiras preferem sexo a uma boa noite de sono, diz pesquisa

brasileiras

Um estudo feito pela empresa americana FleishmanHilard de marketing e relações públicas mostrou que apesar da maioria das mulheres estarem satisfeitas com suas vidas sexuais, uma boa noite de sono é o bem mais almejado por elas. Mas com as brasileiras é diferente.

Entre escolher uma boa noite de sono ou uma noite de sexo incrível, as americanas(60%), britânicas (68%) e chinesas (70%) preferem a primeira opção. Contrariando a maior parte da pesquisa, apenas 32% das mulheres brasileiras escolheria o sono em vez do sexo.

O estudo realizado em agosto deste ano também mostrou que se americanas e britânicas tivessem que optar entre abrir mão de fazer sexo ou deixar de usar tecnologia durante três meses, a maioria deixaria de lado sua vida sexual.

Perguntadas sobre a definição de sucesso, as mulheres citaram com frequência questões como segurança financeira, família e felicidade, deixando de fora  riqueza, luxo e ser uma executiva de sucesso. Entre as opções sexo, poder e dinheiro, 80% das mulheres escolheram dinheiro para garantir o futuro de sua família e, especialmente, fazer com que seus filhos tenham acesso à universidade.

No que se refere à privacidade nas redes sociais, a pesquisa demonstrou que o desejo  pela privacidade supera o de compartilhar experiências na internet. Dois terços de britânicas e americanas e 80% das brasileiras tomaram medidas específicas para proteger sua privacidade na rede.

De fato, no Reino Unido, Estados Unidos e China, um terço das mulheres presta cada vez mais atenção ao que compartilham nas redes sociais, enquanto no Brasil esse número chega a 61%.

Escreva Um Comentário