Brasil vence a Nigéria e fica na torcida pela Argentina



A sua parte o Brasil fez. Para continuar sonhando com uma vaga nas quartas de final do torneio de basquetebol masculino dos Jogos Rio 2016, era preciso passar pela Nigéria. E com uma atuação consistente, principalmente na etapa inicial, os brasileiros venceram por 86 a 69. Agora, resta torcer muito para a Argentina vencer a Espanha no confronto que será realizado ainda nesta segunda (15), na Arena Carioca 1, a partir das 19h.

“Não sei como as pessoas vão fazer, se irão ou não torcer pela Argentina. Mas sei que os argentinos precisam vencer para não ficarem em quarto”, disse Guilherme Giovanonni após a vitória do Brasil.

A torcida brasileira, que praticamente lotou o ginásio, apoiou os jogadores do início ao fim. Foi uma situação até certo ponto inédita para a Nigéria, já que a seleção africana contou com o apoio local em suas outras partidas nos Jogos. Com a bola na mão, os brasileiros incentivavam. Já quando a posse era dos rivais, as vaias tomavam conta da arena.

Foi nesse embalo que Vitor Benite e Rafael Hettsheimeir, cada um com dez pontos, foram os cestinhas da primeira etapa, que terminou 42 a 31 para o Brasil. Na volta do intervalo o ritmo do Brasil caiu. A vantagem, confortável na etapa inicial, chegou a diminuir para quatro pontos no último quarto.

Mas, liderados por Nenê, cestinha da partida com 19 pontos e jogador mais ovacionado pela torcida, a seleção brasileira manteve os nervos e saiu com a vitória. Agora é vestir a camisa dos hermanos argentinos.

“Não é o que queríamos, mas é o cenário. Agora só nos resta torcer”, disse, resignado, o técnico Ruben Magnano na coletiva de imprensa. “Fizemos um grande jogo, tivemos foco e atitude. Se passarmos, temos de repetir isso diante dos Estados Unidos. Já fizemos grandes jogos contra eles, mas não adianta falar disso agora”, prosseguiu.

Escreva Um Comentário