Bolt acelera no fim e ganha o ouro nos 100m rasos

O primeiro passo para o “triplo triplo” já foi dado. E com passadas largas. Em sua primeira final nos Jogos Rio 2016, Usain Bolt atropelou os rivais e conquistou o tricampeonato Olímpico dos 100m rasos, a primeira das três provas do atletismo que disputa nos Jogos. A vitória do jamaicano,que comemorou intensamente, levou o Estádio Olímpico ao êxtase na noite deste domingo (14).

Como de costume, Bolt acelerou com força na reta final da prova e cruzou a linha de chegada com 9s81 – 22 centésimos acima de seu recorde mundial. Principal rival de Bolt, o americano Justin Gatlin levou a prata com 9s89. O canadense Andre De Grasse foi o terceiro colocado, com o tempo de 9s91.

A comemoração do astro foi à altura de toda a expectativa criada no Estádio Olímpico. Ao som de Bob Marley, com um boné na cabeça, a bandeira de seu país em uma das mãos e um boneco de pelúcia de Vinícius, mascote dos Jogos Rio 2016 na outra, Bolt deu uma volta pelo estádio e tirou selfies com os torcedores sentados nas primeiras fileiras das arquibancadas. O ápice foi quando fez seu gesto característico, o Raio, levando à loucura o público que o ovacionou desde as eliminatórias.

Bolt volta a competir no Estádio Olímpico na manhã de terça (16), nas eliminatórias dos 200m rasos. O astro competirá também no revezamento 4x100m, cujas primeiras provas acontecem na quinta (18). Na duas provas, Bolt também luta pelo tricampeonato Olímpico.

Sul-africano surpreende e quebra recorde mundial

Sul-africano Wayde Van Niekerk cruzou a linha de chegada dos 400m rasos com larga vantagem (Foto: Getty Images/Cameron Spencer)

Nos 400m rasos, uma grande surpresa. Azarão na final, o sul-africano Wayde Van Niekerk atropelou os favoritos e ganhou o ouro com 43s03, batendo também o recordo mundial da prova, que pertencia ao americano Michael Johnson e havia sido estabelecido em 1999.

A medalha de prata da prova ficou com Kirani James, de Granada, ouro em Londres 2012, que fechou a prova em 43s76 e o bronze foi para o americano Lashawn Merritt, que detinha o melhor tempo do ano, com 43s85.

No salto triplo, festa foi da Colômbia, que viu a bicampeã mundial Caterine Ibarguen levar seu primeiro ouro Olímpico com a marca de 15m17. A colombiana ganhou a prata na prova nos Jogos Londres 2012.

A prata também foi para uma sul-americana, a venezuelana Yulimar Rojas, que saltou 14m98, enquanto a cazaque Olga Rypakova completou o pódio com o bronze após marcar 14m74.

 

fonte: Rio2016

Escreva Um Comentário