Bahia tem um assalto a banco a cada três dias em 2016, diz Sindicato

Os ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos na Bahia, que causam transtornos principalmente nas cidades do interior, já somam pelo menos 22 casos este ano, segundo dados do Sindicato dos Bancários. A estatística, que considera o período entre 1º de janeiro e o último dia 2, representa a proporção de um ataque a cada três dias no estado. Em 2015, quando 209 ocorrências foram contabilizadas, este número foi de dois casos por dia. As explosões – que chegaram a 132 registros em 2015 e já somam 14 casos este ano – causam transtornos maiores do que a simples destruição das agências. Em São Sebastião do Passé (a 58 km de Salvador), correntistas e outros usuários da agência do Banco do Brasil (BB), por exemplo, só puderam utilizar os serviços da instituição durante quatro meses no último ano. O prédio – que havia sido reaberto em julho de 2015, após uma explosão provocar o fechamento por sete meses – foi alvo de um novo ataque em 18 de dezembro último, e a agência ainda não voltou a funcionar. Quase três meses após o ocorrido, a obra de restauro do edifício ainda está em andamento, sem previsão de chegar ao fim, segundo informações da Superintendência do BB na Bahia.

Escreva Um Comentário