As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego


Muitas coisas passam pela nossa cabeça durante uma entrevista de emprego. É um turbilhão de expectativas que, muitas vezes, tiram o nosso foco para o que realmente interessa: causar uma boa impressão.

As Entrevistas de emprego são fundamentais para os recrutadores avaliarem e decidirem se o seu perfil é o que eles procuram para a vaga.

Confira as 5 perguntas que são realizadas com mais frequência e esteja preparado para o que der e vier!

Fale um pouco sobre você

Essa não é bem uma pergunta, mas é o tipo de informação crucial em um processo seletivo. Nesse momento o recrutador quer saber mais sobre sua trajetória profissional, além do que já foi informado no currículo.

Se essa é a sua primeira entrevista de emprego na vida ou na área, mostre o que você tem feito para se manter atualizado naquela função. Cite cursos, estágios e pesquisas, por exemplo.

Quais são seus objetivos?

Nessa etapa você compartilhará seus anseios a curto, médio e longo prazo. Responda de maneira objetiva e sintetizada e não se limite ao retorno financeiro: explique como a sua personalidade influenciou na escolha da profissão.

Uma maneira de despertar o interesse do recrutador é esclarecendo como você pretende alinhar o trabalho com o seu crescimento profissional, aplicando seus recursos em qualificação.

O que chamou a sua atenção nessa vaga?

Você tem de expressar um interesse genuíno na vaga, destacando o que poderá acrescentar na empresa mesmo que ainda não tenha uma experiência na área.

Por exemplo: se a vaga for em uma agência de publicidade, vale a pena mencionar o seu perfil criativo com base nos elogios recebidos em trabalhos escolares que envolviam a imaginação e originalidade.

Faça também uma pesquisa sobre o setor de atuação da empresa e sobre sua história, assim você terá segurança ao falar sobre a vaga e a empresa.

Quais são suas qualidades e defeitos?

Essa é uma das perguntas mais clichês nas entrevistas de emprego. Para ter um diferencial, inclua uma avaliação que justifique o porquê de você destacar os atributos citados, como os feedbacks de seus ex-chefes ou os comentários de professores, por exemplo.

A mesma lógica vale para os defeitos. Seja sincero com o recrutador e explique o que você tem feito para melhorar aspectos negativos. Por exemplo: se você é impaciente, poderá dizer que está aprendendo a trabalhar esse lado e já vê resultados em vários aspectos da sua vida.

Por que devemos te contratar?

Agora é a hora da tarefa mais complicada que existe: vender o próprio peixe. Faça um resumo de como as suas características serão valiosas para a empresa e as apresente da forma mais confiante possível. Não se prenda a clichês como “tenho sede de aprender”. Lembre-se que você precisa se distinguir dos demais candidatos, por isso, é importante sair dos lugares-comuns.

É completamente normal que você fique ansioso e torcendo por uma resposta positiva do agendamento à realização da entrevista. Siga essas dicas e pratique com sinceridade e honestidade. Dessa maneira, todas as entrevistas de emprego da sua vida serão mais fáceis de lidar.

Escreva Um Comentário