Aeroporto de Guanambi está pronto: só faltam os aviões

Há anos a comunidade da região da Serra Geral, especialmente de Guanambi, reivindica transporte aéreo em vôos comerciais regulares, mas algo de muito contraditório acontece que não viabilizam tal serviço.

A empresa Azul Linhas Aéreas, uma das interessadas, depois de visitas técnicas, exigências aeroportuárias e negociações com a Prefeitura e com o Governo da Bahia, parece ter chegado ao entendimento e até anunciou que entraria em operação até este mês de dezembro/2015.

Segundo o prefeito Charles Fernandes, a parte física e estrutural do aeroporto – o saguão de embarque e desembarque, a seção contra incêndio (que é outra exigência da ANAC), o caminhão do Corpo de Bombeiros, o treinamento do pessoal da brigada – tudo está totalmente pronto, inclusive a cerca patrimonial do entorno do aeroporto. “Tudo que era para ser feito, foi feito. Agora está nas mãos do governador Ruy Corta; ele é quem tem a força de trazer essa tão esperada linha aérea para Guanambi”, disse.

INCENTIVO FISCAL – Charles Fernandes destacou o empenho do governador da Bahia para trazer uma linha área para Guanambi. Para atrair a companhia o Governo baiano se comprometeu a dar incentivo fiscal, reduzindo de 17% para 6% o ICMS incidente sobre o combustível das aeronaves.

 

Mas a Azul vem mesmo e quando? – Segundo o prefeito, o país está passando por dificuldade, mas a Azul é a empresa que mais vem se expandido nas linhas regionais em todo o país. “Eles já estiveram aqui e mostraram todo interesse de colar uma linha aqui ligando Belo Horizonte a Salvador, passando por Guanambi”. Charles acredita na proposta da empresa porque será uma linha extremamente rentável, pois vai atender não só Guanambi, mas também outros 38 municípios da região. “Minha expectativa é de que ainda no primeiro semestre de 2016 teremos linha servindo nossa cidade”, disse.

Pode acontecer em janeiro – Segundo o secretário municipal de Planejamento, Jairo Magalhães Silveira, um técnico em segurança da Azul virá a Guanambi neste mês para uma avaliação e emissão do parecer. O último laudo técnico da pista, para saber qual o PCN, também está pronto e já foi encaminhado à Secretaria de Infraestrutura do Estado. Para Jairo, que há mais de três anos acompanha, passo a passo, os processos e tramites para viabilização da linha área para Guanambi, há uma possibilidade real de 95% de o vôo inaugural acontecer já no próximo mês de janeiro.

FALTAM AERONAVES – Ao Blog grandebahiaonline, a Secretaria de Relações Institucionais na Bahia (Serin-BA) informou que a Azul Linhas Aéreas está adquirindo novas aeronaves do modelo ATR 72 – 600, exatamente para vôos regionais, que serão usadas inclusive, no aeroporto de Guanambi. Informaram que a expectativa é que os vôos ocorram ainda esse ano. No entanto, terá que aguardar a chegada das aeronaves, para que a empresa Azul Linhas Aéreas possa iniciar novas linhas na Bahia.

Os aviões ATR 72 – 600, com capacidade para 74 passageiros, utilizados pela Azul – de fabricação francesa e muito utilizados na Europa – são apropriados para pouso em pistas curtas, ideal para serem usados nos aeroportos do interior da Bahia. São econômicos no consumo de combustível (cerca de 1/3 do combustível usado nos jatinhos de outros fabricantes de mesmo porte) e também na manutenção da aeronave.

HÁ 30 ANOS – É bom recordar que na década de 1980, quando Guanambi tinha menos de 50 mil habitantes, o aeroporto local já disponha de linhas aéreas com vôos regulares – pela Nordeste Linhas Aéreas – de manhã e a tarde, para as capitais: Salvador, Brasília, Belo Horizonte e São Paulo, com escala em Vitória da Conquista, Barreiras, Bom Jesus da Lapa e Montes Claros. E mais: sempre com cargas máximas de passageiros em suas aeronaves do tipo Brasília, para 30 passageiros. Hoje, 30 anos depois, as empresas pretendentes à rota Guanambi fazem imposições de garantia de carga.

Escreva Um Comentário