9 super-heróis que possuem distúrbios psiquiátricos seríssimos

A vida de um herói pode ser uma coisa complicada. Se eles têm super poderes ou não, as razões pelas quais alguém escolhe uma vida de combate ao crime, muitas vez, são determinadas por sua psique. Aquelas histórias que muitas vezes nos fazem chegar à beira da sanidade, é a mesma usada pelos herói no intuito de alimentar sua paixão pelo crime. Mas, com tantos heróis lutando contra super vilões dementes as linhas podem, rapidamente se tornarem turvas, deixando a dúvida sobre quem é mais mentalmente desequilibrado, o vilão ou o herói.

Com todo poder e responsabilidade, são capazes de salvar o mundo, mas não colaboram muito nas questões “vivenciais”. Alguns abraçam seus distúrbios e não deixam que isso os atrapalhe, enquanto outros são totalmente definidos por suas condições. O que não costuma funcionar muito bem, nem para eles, nem para as pessoas que estão ao seu redor.

Pensando nisso, a redação selecionou uma lista com  9 super heróis que possuem distúrbios psiquiátricos seríssimos, que, com um pouco de pressão,poderiam facilmente se converterem à vida do crime. Afinal, isso já aconteceu antes. Confira:

1 – Batman

01

Quando o jovem Bruce Wayne presenciou o assassinato de seus pais, estava com medo, assustado e sozinho. Por isso, estresse pós-traumático e depressão são consequências esperadas. No entanto, Bruce escolhe outros caminhos. Jurando vingança pela morte de seus pais, Bruce aprende todas as habilidades necessárias para o êxito.

O “problema” é que ele escolhe a noite, a escuridão para fazê-lo. E. é claro, a soma de todos esses acontecimentos fazem com que seu estado psicológico seja afetado. Sua depressão cresce e sua alienação o deixaram mais distante do mundo real.

Aparentemente, o único contato que o mundo “de fora” poderia manter seria com o Batman, e não Bruce Wayne. Por isso ele se esforça para tentar se conectar com as pessoas, a questão, é que muitas vezes, ele acaba as colocando em perigo para poder salvá-las. Sendo esse a maneira “mais fácil” que encontrou de se conectar com as pessoas.

2 – Deadpool

02

para começar, alguns podem argumentar que ele não é estritamente um herói. Isso é, de certa forma, verdade, quando se toma a palavra em seu sentido tradicional. No entanto, como muitas vezes as equipes com tais grupos de heróis como os X-Men, é totalmente justo que Deadpool seja incluído.

O “Mercenário Tagarela”, carinhosamente apelidado, tem o poder de regeneração e coloca esses poderes em bom uso, quando se trata de um mercenário contratado, um assassino e, muito raramente, um herói. Se há um personagem dos quadrinhos que simboliza o que significa ter distúrbios psicológicos, é o Deadpool.

Com uma vida que envolveu missões governamentais mortais, assim como ter sido torturado quase até à morte, no intuito de ativar as células mutantes que poderia ter, foi empurrado ao caos, emocional e físico.

Sendo assim, não é difícil pensar sobre perdoá-lo de ter perdido um pouco de sua sanidade. Seus distúrbios vão desde esquizofrenia grave, passando por personalidades múltiplas, até chegar em tendências psicopatas fortes.

Talvez esses sejam bons motivos para que Deadpool tenha uma “bagagem” emocional um tanto quanto conturbada. Sua luta mental constante, faz com que seja difícil se agarrar a qualquer tipo de realidade. O que, na maioria das vezes, resulta em danos ou mortes, de seus companheiros mutantes.

3 – Hulk

03

Inspirando-se no super soro usado no Capitão América, Bruce Banner usa radiação gama para fazer com que o processo acelere. Só que o experimento não deu muito certo, fazendo com que Banner fosse exposto à radiação gama, transformando-o no incrível Hulk.

Esse personagem é a melhor representação de casos clássicos de repressão e transtorno de dupla personalidade. Quando jovem, Banner foi constantemente, física e mentalmente, abusado por seu pai alcoólatra, que teve como consequência sua tentativa de, sempre, evitar conflitos e reprimir suas emoções. Sua personalidade dividida é uma das formas que, aparentemente, encontrou para lidar com sua infância.

Por causa de sua exposição à radiação gama, literalmente ele se divide em dois, uma personalidade mansa e tranquila, emocionalmente reprimida, enquanto o outro lado (quando se torna o Hulk) é seu alter-ego de pura raiva e fúria., que não consegue raciocinar, nem ter compreensão do que acontece ao seu redor.

4 – Homem de Ferro

04

Tony Stark, um bilionário filantropo que quer fazer do seu mundo um mundo melhor e mais seguro. É um egomaníaco completamente sociopata, assim como ele próprio, muitas vezes coloca as pessoas em risco, no objetivo de enfrentar vilões.

Sofre de dilemas existenciais, suas batalhas constantes com seres superiores ou mais poderosos, o deixam com uma sensação de inadequação, com a qual ele, muitas vezes, não pode lidar. Motivo, o qual, o faz querer desenvolver armas cada vez mais avançadas tecnologicamente, a fim de se sentir seguro.

5 – Professor X

05

O líder dos X-Men é muitas vezes visto como a voz da razão e da compaixão, dentro do universo X-men. Como os mutantes e humanos muitas vezes se envolvem em guerras e conflitos, o Professor X fica no meio da situação, lutando por paz e igualdade.

A condição mental de Charles Xavier, pode ser parcialmente atribuída a meios tradicionais. Sofrendo de depressão grave, depois que seu pai morreu, piorando depois de sua mãe ter se casado de novo, sofrendo abusos emocionais constantes de seu padrasto e “irmãos postiço”.

Somado ao fato de ele ter planejado se casar com o amor de sua vida, Moira Kiross, até que ela terminou com ele, é muito fácil entender as condições mentais de depressão do Professor Xavier. Sua característica sobrenatural é ter poder sobre a mente as mentes e psique de outras pessoas.

O problema é que algumas vezes ele não consegue manter o controle de sua própria mente, mostrando o quão grave é seu transtorno de separação de personalidade. Foi o que aconteceu quando ele criou seu alter-ego Onslaught, que o transformou em uma pessoa completamente desonesta, um sociopata sem o mínimo de consideração por qualquer pessoa. Bem como guardava arquivos detalhados sobre como destruir qualquer herói e mutante.

6 – Super-homem

06

Para algumas pessoas, o Super-homem é um exemplo de verdade e justiça, que fará de tudo para ajudar qualquer pessoa. Sendo um dos seres mais poderosos do planeta, nunca usou seus poderes para ganho pessoal e é sempre muito cuidadoso para não perder o controle com pessoas que ele poderia facilmente ferir, ou destruir o mundo.

Com isso, é difícil imaginar que a mente do Homem de Aço não sofra qualquer distúrbio psicológico. Sendo, literalmente, lançado a um mundo completamente diferente do seu, que, por acaso, foi destruído, assim como todos de sua raça, teve de se adaptar a uma realidade totalmente nova, sem as ligações necessárias, com suas raízes, que uma pessoa precisa ter para crescer de forma saudável.

Apesar de ter escolhido ajudar as pessoas, e esse ser um ato nobre, parece não conseguir se encaixar nesse novo lar, fazendo-o se sentir “um estranho”. Esse sentimento também é conhecido como “Síndrome de Dois Mundos”. Sua luta emocional e mental, talvez seja sua provação, pois a probabilidade de ele nunca se sentir em casa é grande.

7 – Daredevil

07

A causa mais comum dos traumas que muitas pessoas tem de lidar vem de suas infâncias. O mesmo pode ser considerado para muitos heróis, a questão é que, muitas vezes esses traumas são a razão pelas quais eles se tornam super-heróis.

Talvez, os outros componentes dessa lista não tenham sofrido tanto, tão cedo, quanto Daredevil. O jovem Matt Murdock foi cegado por produtos químicos, o que já é o suficiente para causar traumas irreparáveis em qualquer pessoa. No entanto, Murdock, já havia perdido a mãe, também teve de lidar com o assassinato de seu pai por gangsters.

A vantagem, ou melhor, compensação, é que Murdock desenvolveu hiper sentidos e sensibilidade aguçada. Não há dúvidas de que Daredevil sofre de um caso grave de depressão, o que é compreensível devido a seu passado. No entanto, ele usa a depressão e a tristeza para seguir em frente, e seu apelido diz muito sobre ele “O Homem Sem Medo”.

8 – Capitão América

08

É um super-soldado, um homem que fora congelado após a Segunda Guerra Mundial, e agora vive após seu verdadeiro tempo. Tudo o que conhecia e havia amado, já tinham ido. Com seu traje patriótico, e sua história de transformação de garoto mirrado para super-herói, não são apenas uma propaganda de seu país, mas também é garoto propaganda da depressão.

Lidar com perdas faz com que seguir em frente e fazer novas conexões tragam o medo de que tudo isso, um dia, irá acabar. Ele está constamente perdido num círculo entre seu passado e seu futuro, tudo é um lembrete constante do que deveria ter sio.

É incrível sua capacidade de tentar salvar o mundo diariamente, levando-se em consideração que a maioria das pessoas, na mesma situação, mal seriam capazes de se levantarem da cama. Não apenas fisicamente, o Capitão América é um super-herói emocionalmente, também.

9 – Jessica Jones

09

Depois de entrar em contato com alguns produtos químicos perigosos, Jones desenvolveu uma força sobre humana,invulnerabilidade e capacidade de “voar”. Com esses poderes ela tem uma gangue de super-heróis dentro dela. Por vários motivos, acabou se tornando uma detetive, que não consegue deixar de ajudar alguém que precisa.

A tentativa de transição de super-herói para pessoa “normal”, não está em dúvida desde que se encontrou com The Purple Man. Este, AKA Zebediah Kilgrave, usou seus poderes de controlar a mente para fazer com Jones o que bem entendesse, incluindo tortura física e emocional. O que ele fez com ela, assombra seus piores pesadelos, tornando quase impossível que ela siga em frente, mesmo com grandes chances, as cicatrizes parecem nunca poder curar.

Então pessoal, esses foram apenas alguns exemplos de heróis que possuem distúrbios psicológicos seríssimos e que, poderiam se “bandear” para o lado do crime facilmente. O que acham? Sugestões, dúvidas, correções? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Escreva Um Comentário