9 coisas que só descobre quando sai do seu país pela primeira vez

O sonho da viagem internacional não é incomum perante gente de todas as idades. Vários jovens esperam ansiosamente o aniversário de 15 anos para poder fazer uma viagem a Disney, enquanto vários casais escolhem prais do Caribe ou cidades europeias para aproveitar a lua de mel. Tem gente que espera até depois da aposentadora para ter tempo livre para poder se unir a uma excursão e conhecer um novo país.

Independente da época, o primeiro contato com a vida no exterior, é sempre surpreendente. Ter que reinventar e redescobrir novas formas de fazer coisas que você está acostumado por estar num ambiente completamente diferente é extremamente comum. Se isso representa um desafio, ao menos observar as coisas mais corriqueiras também pode se tornar muito especiais nesse novo ambiente.

Algumas coisas, você só descobre quando tem a oportunidade de sair do país pela primeira vez. Confira algumas delas que separamos nessa lista.

1 – Depois que o avião pousa a viagem ainda não acabou

1

Quando você faz uma viagem internacional, a ansiedade sempre parece tomar mais conta do que para uma viagem local. Você conta cada minuto dentro do avião, doido para finalmente pisar no solo de um outro país e começar as suas aventuras por ali. Infelizmente, mesmo depois que o avião pousar, você ainda precisará passar por processos de burocracia na imigração e aguardar muito tempo, possivelmente horas, para poder realmente ver a cara do novo país fora do aeroporto.

2 – E os funcionários da imigração são um verdadeiro terror

2

Como se não bastasse a sua ansiedade para finalmente começar a aproveitar a viagem, você vai ter que encarar funcionários que têm o poder de barrar a sua entrada num país. É claro que isso não vai acontecer de forma aleatória, ainda mais se você está com os documentos em dia, mas o frio na barriga antes de falar com essas autoridades sempre está presente.

3 – Seus documentos são como sua vida

3

Mesmo na nossa rotina nas cidades e países em que moramos, os nossos documentos são de extrema importância. Apesar disso, ninguém costuma cuidar de uma Carteira de Identidade como cuida de um Passaporte durante uma viagem internacional. No exterior, ele é seu documento principal e parece representar seu bem mais importante durante toda a viagem.

4 – Mesmo que você fale outra língua, nunca parece suficiente

4

A menos que você realmente seja alguém com proficiência constatada numa língua estrangeira, seu conhecimento de outro idioma vai sempre parecer incompleto. Não é que você não sabe falar, mas na hora que realmente precisa daquela palavra ou expressão, parece que tudo some da cabeça. Isso sem mencionar o sotaque dos nativos, que parece completamente diferente de tudo aquilo que você já viu durante suas aulas de língua estrangeira.

5 – As tomadas do mundo inteiro são um problema

5

A reclamação com o padrão de tomadas no Brasil é frequente desde que o novo sistema com três pinos foi implantando. Quando sair do país, você vai perceber que tomadas diferentes são sempre um problema. A primeira coisa a se fazer, é procurar alguma loja que venda os adaptadores daquele país. No aeroporto mesmo você já encontra vários, percebendo que gente de todo o lugar do mundo sempre vai chegar ali precisando dessa salvação.

6 – Escolher algo para comer é mais difícil que parece

6

No seu dia-a—dia, você já está acostumado a escolher um restaurante, bar ou lanchonete para fazer suas refeições. Quando você não come fora de casa, já sabe qual supermercado escolher para comprar os ingredientes certos. No exterior, não é bem assim. Se você não conhece os restaurantes e seus cardápios ou os produtos que estão nas prateleiras dos mercados, pode passar muito mais tempo para fazer a escolha certa do que comer.

7 – Qualquer experiência do dia-a-dia pode ser incrível

7

Se você está visitando um país com outros costumes pela primeira vez, tarefas simples podem parecer extraordinárias. Andar a pé ou de ônibus, sentar numa praça ou mesmo fazer nada num espaço público oferece muito mais diversão do que poderia aparentar. Isso porque, num novo ambiente, a atenção para tudo que acontece ao seu redor é muito maior, e qualquer percepção de diferença com o que você está acostumado salta aos olhos.

8 – Conhecer a cidade é fundamental

8

Não é muito raro encontrar pessoas que precisam buscar um endereço e deixam para a última hora ou apenas confiam no faro, senso de direção ou perguntas a quem está na rua para saber onde ir. Isso pode até funcionar em outros países, mas além da possível barreira da língua, faz com que você perca tempo desnecessário e não otimize a exploração do novo país. A dica é estar munido de mapas, guias e estudar bem as regiões que você pretende visitar para não se perder.

9 – Você é mais independente do que imaginava

9

Na acomodação de nossa rotina, a gente conta muito com a ajuda das pessoas ao nosso redor. Pedimos dicas de lugares para visitar, pedidos ajuda se temos algum problema e podemos contar com gente próxima ao redor. Às vezes nem mesmo precisamos da ajuda, mas já estamos acostumados a viver em grupo. Quando você viaja para o exterior, tem menos contatos, menos conhecidos ao redor e precisa tomar mais decisões por conta própria. Quando você vê, está viajando por toda a cidade utilizando o transporte público sozinho, sem contar até mesmo com a ajuda de algum caroneiro ou motorista de táxi, por exemplo.

Se você já saiu do país para uma ou mais viagens internacionais, certamente reconheceu situações e momentos marcantes. Talvez bateu até aquela saudade de uma viagem inesquecível que você gostaria de reproduzir, não é? E se você nunca foi, agora já tem uma noção do que encontrar. Mas se prepare, porque mesmo conhecendo os itens da lista, ainda vai se surpreender!

Escreva Um Comentário