8 histórias bizarras de viajantes

Quem gosta de viajar sabe que esse é um momento de conhecer novos lugares, culturas e pessoas que sempre rende boas histórias. No entanto, dificilmente você tem histórias como essas:

8. O cara que usou todas as suas roupas para evitar o pagamento de uma taxa de bagagem

historias de viajantes viagens 8
Ter que pagar taxas para despachar bagagem é uma prática cada vez mais comum em aeroportos, especialmente em companhias low-cost (de baixo custo). Para evitar essa despesa adicional, Matt Botten decidiu, em um voo para Reykjavik, na Islândia, usar todas as suas roupas ao mesmo tempo. Quando confrontado com a possibilidade de pagamento no Aeroporto de Gatwick, em Londres, ele esvaziou sua mala no local e simplesmente entrou no voo parecendo um boneco de neve.

Como resultado de usar todas as suas roupas (e com sapatos saindo para fora de seus bolsos) de uma só vez, o homem de 32 anos precisou responder algumas perguntas extras na segurança do portão de embarque, mas conseguiu pegar o voo com sua namorada Abigail.
Botten não foi o primeiro a ter essa ideia – um ano antes, James McElvar fez isso em um voo para Glasgow, mas acabou desmaiando de exaustão por calor.

 

7. O cara que mudou seu nome para evitar o pagamento de taxas aéreas

historias de viajantes viagens 7
Em maio de 2015, Adam Armstrong, de 19 anos, um estudante de Manchester, na Inglaterra, mudou seu nome para “Adam West” porque era mais barato do que mudar a sua reserva de voo com a companhia Ryanair.

O bilhete foi reservado sob esse nome, e a companhia aérea queria cobrar-lhe US$ 337 para mudar a reserva. O padrasto de sua namorada acidentalmente usou esse nome ao comprar a passagem porque era como estava em sua página no Facebook. “Eu tinha colocado Adam West como uma piada, porque era o ator que interpretou Batman na TV”, disse o jovem.

Adam mudou seu nome legalmente, porque era de graça. No entanto, ainda teve que pagar US$ 157 para alterar o seu passaporte (o que ainda saiu mais barato).

 

6. O engenheiro que comprou mais de 12.100 pudins para ganhar 1,25 milhão de milhas aéreas

historias de viajantes viagens 6
O rei de todos os viajantes é David Phillips, um engenheiro civil que leciona na Universidade da Califórnia, nos EUA. David conseguiu converter 12.150 potinhos de pudim da marca Healthy Choice em mais de um milhão de milhas aéreas. Desde então, David e sua família têm viajado pelo mundo sem gastar nada.

Como é que ele fez isso? Em 1999, ele viu que a Healthy Choice lançou uma promoção em seus congelados – para cada 10 códigos de barras enviados, os compradores ganhariam 500 milhas, e qualquer pessoa que resgatasse a oferta no primeiro mês receberia o dobro disso.

Assim, David vasculhou supermercados para encontrar os produtos que ofereciam o melhor retorno. Ele encontrou uma rede de supermercados que estava vendendo pudins de chocolate individuais por US$ 0,25. Ou seja, por US$ 2,50 ele poderia obter 1.000 milhas. David rodou sua região e comprou pouco mais de US$ 3.000 em pudim, com um retorno em milhas que é equivalente a mais de US$ 150.000.

De acordo com David, sua esposa ficou com bolhas de tanto abrir pudins e seus filhos e colegas de trabalho enjoaram da enorme quantidade do doce que tiveram que comer. Logo, para se qualificar a tempo para a parte da dobradinha da promoção, David pediu ao Exército de Salvação local que seus voluntários removessem todos os códigos de barras dos pudins, em troca da doação do alimento para eles. Como isso contou como uma doação de caridade considerável, David ainda teve um desconto de US$ 800 em deduções fiscais no final do mesmo ano.

Os benefícios do esquema de David não pararam por aí. Com suas 1.280.000 milhas, ele recebeu automaticamente acesso vitalício ao programa de fidelidade “American Airlines AAdvantage Gold Club”, com regalias para o resto de sua vida. David provavelmente nunca vai ficar sem milhas, porque ainda as está ganhando cinco vezes mais rápido do que consegue gastá-las.

Desde que as conquistou, ele já voou mais de 4 milhões de milhas para mais de 20 países. Por um custo único de cerca de US$ 3000, David nunca mais vai pagar por um voo novamente. Gênio.

 

5. O cara que levou uma mulher em uma viagem de volta ao mundo simplesmente porque ela tinha o mesmo nome que sua ex-namorada

historias de viajantes viagens 5
Após terminar o relacionamento com sua namorada Elizabeth Gallagher, Jordan Axani, 28 anos, causou furor na mídia quando anunciou que estava à procura de outra Elizabeth Gallagher (do Canadá) para tomar seu lugar em um bilhete não transferível de volta ao mundo.

Seu chamado foi atendido. Outra Elizabeth Gallagher concordou em ir para oito países com ele, após conhecê-lo pela primeira vez na sala de embarque em 21 de dezembro de 2014.

Elizabeth, 23 anos, já tinha namorado. Aparentemente, eles ainda estão juntos, e a viagem com Axani foi divertida, mas não romântica.

 

4. A mulher que viajou o mundo de graça indo em encontros exóticos com os caras pagando para ela

historias de viajantes viagens 4
Monica Lynn, de Alabama, nos EUA, nunca tinha saído de seu país antes de janeiro de 2015. Um ano depois, ela havia conhecido nove países diferentes, tendo andado de camelo em Dubai e feito compras em Hong Kong. Tudo foi aparentemente pago por caras que ela conheceu na internet depois que se inscreveu no site MissTravel, onde as pessoas procuram por parceiros de férias.

Lynn viajou para a Itália, Barbados e Filipinas com homens que conheceu online, e que financiaram sua viagem. Eles pagaram por tudo – voo, estadia em um resort de cinco estrelas, coquetéis e até mesmo lhe deram presentes.

Lynn percebe que alguns podem ter a ideia errada, mas insiste que é apenas como ir em encontros regulares, exceto que é em um local exótico. Ela também enfatizou que não há nenhuma pressão ou expectativa para dormir com os caras nessas viagens. Ela fez “encontros” com três homens diferentes e agora está em um relacionamento com um deles.

 

3. A mulher que bebeu uma garrafa de conhaque inteira sozinha porque não podia levá-la no avião

historias de viajantes viagens 3
Em agosto de 2015, uma chinesa que estava fazendo um voo de conexão de Pequim para Wenzhou ouviu da segurança do aeroporto que não poderia embarcar sua cara garrafa de conhaque, que ela tinha comprado nos EUA, em sua bagagem de mão no avião, já que tinha mais do que 100 ml.

Não querendo jogar fora seu Rémy Martin XO Excellence de US$ 200, a mulher, chamada Zhou, bebeu tudo. Ela ficou tão embriagada que foi encontrada rolando no chão e agindo de forma irregular em um portão de embarque.

Zhou estava viajando sozinha e não teve permissão para embarcar seu voo por causa da preocupação com a segurança dela e de outros passageiros. Quando ficou sóbria, várias horas mais tarde, sua família a levou para casa.

 

2. O cara que fez um voo de primeira classe que sairia US$ 60.000 por US$ 300

historias de viajantes viagens 2
O blogger de viagens Sam Huang recentemente fez uma volta ao mundo. O bilhete, que valia US$ 60.000, o permitiu conhecer onze cidades, sete países e cinco continentes.

No entanto, Sam pagou apenas US$ 300 pela passagem, além de descontar suas milhas. De acordo com ele, o que fez foi tirar proveito de uma brecha de reserva nas regras da companhia. Huang diz que o truque é complicado, mas envolve reservar toda a viagem como um voo de longo curso com várias escalas. O que ele fez não é ilegal.

 

1. O homem que deixou sua família para trás em um aeroporto para evitar o pagamento de multas

historias de viajantes viagens 1
Em 2009, um homem egípcio aparentemente abandonou sua esposa e duas filhas pequenas (de 2 e 3 anos) em um aeroporto de Dubai. O visto de turismo delas tinha expirado, e o homem não queria pagar as multas. Assim, ele partiu para o Cairo, e um dia depois os oficiais de imigração detiveram sua família. Sua esposa teve que pagar uma multa de Dh 100 por cabeça para cada dia que as três permaneceram ali. [Oddee]

Escreva Um Comentário