8 coisas que só quem gosta muito de funk vai entender

O Funk além de ser um dos ritmos mais populares em nosso país, ele também é conhecido lá fora, em países estrangeiros por ser o ritmo tipicamente brasileiro.

Apesar de estar encrustado em nossa cultura, muitos de nós ainda não entendemos ou percebemos o quanto o ritmo pode ser interessante e divertido.

Pensando exatamente nisso, nós aqui , somos assim como vocês, ultra curiosos, preparamos uma lista que só quem realmente gosta de funk vai conseguir entender.

Mas para os demais, os que já não simpatizam assim com o estilo, fica as dicas e as ressalvas do porque o funk faz o sucesso que faz. Confira!

1- Não é só putaria

0

Muita gente acha que o funk se resume em letras sensuais e apelativas. Porém quem de fato acompanha e gosta do estilo sabe que as letras podem ir muito além, tanto em questão de conteúdo como em questão de criatividade. Temos letras românticas como as de Claudinho e Bochecha, letras de conscientização e até mesmo letras cômicas como as de MC Serginho. Ou seja, o funk representa muito mais do que os esteriótipos dizem.

2- Tem gente que até disfarça, mas quando o funk começa se entrega na pista

03

Sabe aquela “galera” que se diz super contra o estilo, mas que quando estão em uma festa e o funk começa a tocar não consegue se segurar e requebram até o chão? Pois bem, esse exemplo não é uma questão isolada. Visto que muitos se dizem contra o estilo, mas na hora da do “vamos ver”, acabam dançando, pedindo e requebrando ao som do estilo nem que seja, segundo eles mesmos “pela zoeira”.

3- Até as musicas mais antigas sempre fazem sucesso quando tocam

04

As musicas pops por exemplo, possuem o seu momento de estreia, estouro e em seguida esquecimento. Os funks assim como o rock ou o sertanejo, cria clássicos! Quem não se diverte a beça escutando “Vai lacraia”, “Bonde do tigrão” ou “Glamurosa”do MC Marcinho?

4- Toda festa animada termina em funk

06

No inicio da festa até pode tocar pop, house, eletrônica ou o que for. As festas mais animadas, sempre vão terminar ou caminhar para o funk, afinal é nesse momento que as pessoas correm para a pista, e se divertem fazendo os mais variados passos.

5- Agrada a públicos de todas as classes

02

Foi-se a época onde o esteriótipo era verdadeiro. Onde acreditava-se que funk era apenas musica para quem é da comunidade e etc. O ritmo se popularizou agrandando a gregos e troianos, a classe A a C

6- Serve como veículo para propagar mensagens sociais

Como já citamos anteriormente, o Funk é muito mais eclético quando o assunto é conteúdo do que as pessoas imaginam. de um modo geral o segundo assunto mais retratado nas canções, é sobre denuncias de problemas sociais, principalmente aqueles vividos por quem faz parte das comunidades.

7- Quando toca ninguém fica parado

mariana_ximenes_raissa

Se você assistiu a novela America, sem dúvida alguma deve se lembrar da personagem de Mariana Ximenes, chamada Raíssa. A personagem em questão foi um verdadeiro exemplo do que há muito tempo acontece mas muitos se negam a enxergar.

Raíssa pertenciam a uma família de classe alta, mas se identificava mesmo era com o ritmo do funk e com os bailes. Não era atoa, por exemplo que a musica tema da personagem dizia “É som de preto, de favelado, mas quando toca ninguém fica parado”.

8- Já ajudou a melhorar a vida de muitas pessoas

01

Como já sabemos, esse ritmo possui origens humildes e surgiu em meio a comunidades que muito sofrem com problemas sócio-econômicos e sociais. Por esse motivo, o funk para muitos surgiu como uma ferramenta para a mudança de vida. Um exemplo disso, é a cantora Tati Quebra Barraco, como podemos ver acima, em seu inicio de carreira e atualmente.

E então queridos leitores, quais outros itens vocês encaixariam a essa lista? Conta pra gente aqui em baixo pelos comentários.

Escreva Um Comentário