7 Provas de que ainda há esperança na humanidade

Muitas coisas ruins acontecem no mundo o tempo todo, e com o advento e avanço da tecnologia, somos capazes de ficar sabendo cada vez mais sobre essas coisas, muitas vezes em tempo real. E esses acontecimentos fazem com que percamos um pouco de fé na humanidade. Podemos usar como exemplo, sem querer causar tumulto e polêmica, casos recentes como o estupro da menina no Rio de Janeiro e a chacina na boate gay em Orlando (EUA).

Infelizmente essas tragédias acontecem com mais frequência do que deveriam, e no final das contas muitas coisas que acontecem, como, por exemplo, um atentado em um banco na região central de Beirut (Líbano), acabam se tornando “comuns”. Por vezes, não é raro ouvir alguém cometar “Ah, de novo!”, sobre assuntos como esses. São situações extremamente desagradáveis e irreais. O que nos faz parar para refletir sobre o que somos, quem somos e o que estamos fazendo.

Por isso, para que possamos restaurar um pouco de fé na humanidade, a redação selecionou uma lista com 7 provas de que ainda há esperança na humanidade. Lembramos que não temos o intuito de criticar, julgar, nem impor nenhum tipo de verdade ou conceito. Confira:

1. Crianças leem para cães traumatizados

Não existe nada mais puro que o amor das crianças. E como prova dessa bondade, em Missouri, nos Estados Unidos, um abrigo chamado Shelter Buddies Reading Program, convida e recebe crianças e adolescentes em idades entre 6 e 15 anos, para ajudar cães com trauma de pessoas, a interagir e perder o medo. No intuito de prepará-los para o dia em que serão adotados e amados por uma nova família.

2. Uma torre que transforma vapor em água para regiões carentes

02

Sem a necessidade do uso de altas tecnologias, essa torre é uma criação do arquiteto italiano Arturo Vittori. A torre recebeu o nome de WarkaWater, e além de eficiente, é muito bonita aos olhos. O italiano teve essa ideia depois de visitar a Etiópia, e numa declaração ao site Wired declarou:

“Lá, as pessoas vivem em um belo ambiente natural, mas muitas vezes sem água, eletricidade, um vaso sanitário ou um chuveiro funcionando”.

Também lembrou sobre a grande dificuldade de se conseguir água no país, e que muitas vezes é necessário andar quilômetros para conseguirem chegar em alguma lagoa, provavelmente, contaminada.

A facilidade de reprodução da torre é grande e foi ensinada aos habitantes locais, para que possa ser repassada a outras comunidades. O custo médio é de 550 dólares e são necessários apenas 4 pessoas para construí-la.

3. Pessoas fazem fila para doar sangue para vítimas de Orlando

03

Provavelmente a grande maioria está familiarizada com a tragédia, que aconteceu no último domingo em uma boate gay em Orlando (EUA), no qual pelo menos 50 pessoas morreram e mais de 53 ficaram feridas. O Orlando Regional Medical Center fez um chamado às pessoas para doarem sangue nos bancos de sangue locais.

No primeiro tweet, o centro médico diz o seguinte: “Por favor, não se dirijam aos hospitais locais para doar sangue, ao invés disso, caminhem para os bancos de sangue locais para fazer as doações.”

O banco de sangue mais importante da localidade recebeu centenas de pessoas e teve tanta interação online que seu site saiu do ar. “Estamos trabalhando para colocar nosso site de volta ao ar. Você pode ligar para 1.888.936.6283.”

4. Um abrigo em São Paulo ajuda moradores de rua

04

Ajudam oferecendo horta comunitária e ensino para moradores de rua. Chama-se Casa de Convivência Porto Seguro. Realizam um trabalho muito bonito a favor dos moradores de rua. Se alguém estiver interessado em ajudar, a casa está localizada no bairro da Armênia, na capital. Além de abrigar, também oferecem espaço para banho, auxílio para a retirada de documentos, armário para guardar pertences, além de aulas desde a alfabetização até ensino médio, e oficinas de artesanato.

5. Um portador da Síndrome de Down é dono de um restaurante que distribui abraços

O restaurante se chama Tim’s Place, e está localizado em Albuquerque, nos Estados Unidos. O dono, Tim Harris é portador da Síndrome de Down, e acorda todos os dias às 5h30 para se arrumar e chegar em seu restaurante, com um belo sorriso no rosto. É extremamente atencioso com seus clientes e equipe. Um de seus lemas é “O restaurante mais amigável do mundo está aberto para café, almoço e abraços.” De acordo com um contador de abraços, disponível na página do restaurante, Tim já distribuiu mais de 40 mil abraços.

6. Um anel permite que cegos leiam livros comuns

Uma das grandes maravilhas do mundo é a tecnologia. E graças a ela, muitas oportunidades foram permitidas às pessoas, principalmente àquelas com deficiências. O Finger Reader, é um “anel” que funciona da seguinte forma: basta apontar o dedo para um livro ou leitor de e-book, e o anel irá escanear o espaço ao seu redor e lerá em voz alta e em tempo real, além de permitir tradução simultânea.

7. Um maqueiro cantou para uma idosa que estava no hospital para acalmá-la

07

Idelmar Pereira dos Santos, de 56 anos, também conhecido como “Farofa”, maqueiro do Hospital Público Professor Eládio Lasserre, num dia de trabalho, para tentar acalmar uma senhora que estava sentindo muitas dores, a pegou no colo e começou a cantar para acalmá-la.

{Bônus}

KaraTrem_interna

No ano de 2015, a empresa Japan Railways, estava prestes a fechar a estação Kyu-shirataki, na região norte do país, o motivo? Falta de passageiros. Então, quando notaram que uma única garota utilizava essa estação para ir estudar, a empresa decidiu mantê-la aberta até a garota se formar. O que aconteceu em março desse ano. Apesar de outros estudantes usarem a mesma linha de trem, ela era a única a utilizar aquela estação.

Esses são apenas alguns exemplos de que ainda existe bondade e amor nas pessoas. E nos faz renovar um pouco nossa fé na humanidade. Se você já presenciou uma situação parecida ou sabe de alguma história, conta pra gente! Sugestões, dúvidas, correções? Não se esqueçam de comentar!

Escreva Um Comentário