7 primeiras versões muito idiotas de personagens icônicos



Nos dias de hoje, existem milhares de adaptações de quadrinhos, filmes, desenhos, e livros, que as pessoas fazem de uma maneira completamente diferente do original, adaptam para a nossa realidade de hoje e as vezes as diferenças pode ser discrepantes. Já viu a diferença dos personagens dos quadrinhos dos anos 50 para os personagens de hoje? Algumas adaptações realmente pode ficar muito mais legais, outras nem tanto.

Pensando nisso, nós fomos atrás das primeiras versões de personagens que já fizeram muito sucesso ou que estão fazendo sucesso até hoje, alguns personagens que comparados aos originais ficam completamente diferentes.

Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com as 7 primeiras versões muito idiotas de personagens icônicos:

1 – Smeagle (Gollum)

10

Quando JRR Tolkien estava escrevendo O Hobbit, ele introduziu um companheiro amável chamado Gollum, que ofereceu a Bilbo um anél mágico em troca de resolver um enigma. Nas edições posteriores, Tolkien mudou a aparência de Gollum para não se contradizer na sua nova trilogia, e foi assim que nasceu o Gollum que todos nós conhecemos. Tolkien nunca especificou Gollum, ou melhor Smeagle, mas a edição sueca de O Hobbit mostra o Smeagle bem diferente do que estamos acostumados a ver, na verdade ele é um monstro muito grande, e não aquela criatura baixinha que nós estamos acostumados a ver.

2 – Pistoleiro

001

O cinema realmente é cheio de adaptações, e fica muito fácil esquecer de como são os personagens nos quadrinhos, principalmente os quadrinhos dos anos 50. Para vocês terem uma noção dessas grandes mudanças, acima temos a imagem do moderno Pistoleiro (personagem interpretado por Will Smith em Esquadrão Suicida). Mas nos anos 50, os quadrinhos mostravam o Pistoleiro completamente diferente, confiram na imagem abaixo.

002

3 – O Chamado

003

O Chamado, um filme sobre uma garota que é assombrada por uma tecnologia arcaica (risos), na verdade é baseado no filme japonês chamado Ringu, que é completamente diferente da versão que todos nós conhecemos.

dimitri-gif

Lembram das aparições assustadoras do fantasma na televisão? Bom, no filme japonês o fantasma é uma mulher adulta que aparece nua através de uma luz, parecendo mais um anjo do que um fantasma assustador.

4 – A Bela e a Fera

004

Na primeira versão da Bela e Fera, o autor deixa vago de como a Besta realmente é, descrevendo apenas como assustadora. E isso se tornou um grande problema para os ilustradores ao longo dos anos, pois assustador poderia ser qualquer coisa, desde uma pessoa deformada a um besta com cabeça de animal. Por isso, alguns ilustradores fizeram a Fera de um jeito um tanto bizarro, como o ilustrador Walter Crane que desenhou em 1875 a cabeça de um animal costurada no corpo de um homem.

5 – Pé Grande

06

Todos nós já vimos a imagem engraçada e feia do Pé Grande, mas de acordo com as primeiras testemunhas ele éum pouco diferente. Witness Albert Ostman descreveu no seu livro como era o Pé Grande, que um tempo depois teve algumas estátuas feitas a partir do desenho do seu livro. Ostman descreveu o Pé Grande com uma mandíbula grande, testa estreita e com um cabelo muito elegante, com franja e tudo mais, mais ou menos como vocês estão vendo na imagem.

6 – Frankenstein

07

Quando falamos no monstro Frankenstein, a maioria das pessoas pensam em um  monstro da pele verde, mas de acordo com a novela original de Mary Shelley, Frankenstein era amarelo, e era chamado de Deus Dourado. Além disso, existe uma versão de Thomas Edison (sim, uma versão de Frankenstein) feito em 1910, interpretado por Chris Farley.

7 – Drácula

08

Drácula, originalmente retratado nas versões ilustradas do romance de Bram Stoker, se parece com um idoso. No ano de 2012, uma cara usou um software que faz esboço para a polícia para construir visualmente o Drácula segundo as descrições de Bram Stoker, e o resultado é exatamente esse que vocês estão vendo aí.

E aí amigos, já tinham visto as primeiras versões desses personagens tão icônicos? Comentem!

Escreva Um Comentário