6 descobertas cientificas ridículas que a mídia não teve coragem de divulgar

A ciência também já descobriu só coisa digamos… “meio bosta”. Entre muitos acertos e achados importantes, ela também passou por descobertas bizarras no caminho de algumas vitórias.

Muitas delas foram tão importantes que já até chegaram a mudar o mundo e, acredite, aconteceram por acidente.

Muitas descobertas foram consideradas tão ridículas que nem os próprios cientistas tiveram coragem de ser mencionadas. Separamos para você algumas das descobertas mais ridículas que foram encontradas em toda a história. São coisas como fotos de bebês, cor do homem e da mulher etc.

Confira aí:

1 – As mulheres são cor verde e os homens cor vermelha

220

Sim, os homens possuem uma cor e as mulheres outra. Dizer que um era tal cor e o outro, outra cor era uma vergonha alheia enorme para os cientistas. Pesquisadores descobriram, por meio de um software, o sexo das pessoas apenas pela análise de determinada área da pele. Seria uma diferença jamais possível de acontecer a olho nu. Segundo os laudos, nos homens, são encontrados pigmentos vermelhos em suas peles, enquanto que as mulheres possuem pigmentação verde.

2 – Pessoas preguiçosas se reproduzem mais

preguica

Conforme um estudo feito por pesquisadores da Inglaterra, quanto menos os homens trabalham, grandes são as chances de eles possuírem uma quantidade maior de filhos. O texto aponta que pouco ou nada de trabalho, além de uma cerveja, deixam os caras mais férteis. O estilo vagabundo e à toa faz com quem 99% dos espermatozoides sejam perfeitos em termos de formação e reprodução da espécie. Quanto mais “vagabundo”, mais fértil para reprodução.

3 – Mulheres siliconadas cometem mais suicídio

ER7_RE_CHA_DE_570kbps_2015-02-121258dcd3-c7d1-44d7-8abe-9b050c93f08e-thumb

Outra coisa que é difícil de acreditar e foi descoberta pela ciência. Segundo cientistas suecos, mulheres que possuem silicone nos seios ou no bumbum são mais propensas (3 vezes mais) ao suicídio. Ainda de acordo com o texto, elas são mais tendenciosas a abusar de álcool e drogas. De acordo com os pesquisadores, só depois de 10 anos dos implantes colocados que esse fator do suicídio aparece.

4 – Bebês são ótimos anti-furtos

643540891_704

Um estudo realizado em Edimburgo, na Escócia, descobriu que andar com a foto de um bebê dentro da carteira pode te ajudar a se proteger de furtos e assaltos. Segundo os psicólogos que participaram da pesquisa, as carteiras subtraídas que possuem fotos de bebês dentro delas costumam ser entregues 6 vezes mais, enquanto que as outras que não possuem são levadas bem mais vezes pelos bandidos.

Esse resultado foi percebido após um experimento que resolveu espalhar 240 carteiras pelos cantos da cidade. Na maioria, os pertences devolvidos tinham a imagem bonita de uma criança bonita e sorridente bem de destaque entre as divisórias.

5 – Vacas que recebem nomes são mais produtivas de leite

vaca

Pode parecer meio bizarro e vergonhoso de ser uma descoberta publicada, mas aconteceu. Segundo os cientistas da Universidade de Newcastle, na Austrália, vacas leiteiras que recebem nomes carinhosos de seus donos produzem cerca de 258 litros de leite a mais durante o ano. Segundo os estudiosos, os animais de leite se sentem mais relaxados e amados e isso influencia de forma muito positiva na produção de leite.

6 – Esquizofrenia é mais propensa em donos de gatos

rs_500x282-141029115625-rs_500x282-140630102311-tumblr_inline_n7haw39K721qb16n2

De acordo com uma pesquisa do Instituto Nacional de Doenças Mentais (NAMI), nos Estados Unidos, realizada com 2125 famílias, mais de 50% dos indivíduos que desenvolveram esquizofrenia durante a fase adulta da vida possuíam muito contato com gatos, na infância.

Escreva Um Comentário