15 erros de português que a maioria das pessoas cometem sem perceber

Quando você conversou, trocou mensagem com alguém no WhatsApp e demais redes sociais, já cometeu algum erro de grafia sem perceber? Muitas pessoas passam por isso diariamente.

“A gente” e “Agente”, “Mas” e “Mais”, “menos” e “menas”, muitas pessoas acabam cometendo alguns erros na grafia enquanto escrevem e nem percebem.

Confira a listinha com alguns erros de português que a maioria das pessoas cometem sem perceber para você não cair mais nessa e não ficar colocando mais a culpa no corretor ortográfico do celular:

1 – “Mas” e “Mais”

2e6676ac6cf01d04d9f987f43d922356

Mas – funciona como uma conjunção adversativa e equivale a porém, contudo, todavia. Essa conjunção passa ideia de oposição ou limitação.
Mais – usada como advérbio de intensidade ou conjunção aditiva. Essa palavra transmite uma noção de adição e acréscimo.

2 – “Agente” e “A gente”

A gente – Equivale à palavra nós
Agente – Substantivo comum que se refere à profissão de alguém.

3 – “Menos” e “Menas”

Menas – Uma palavra que não existe na língua portuguesa.
Menos – Usado para nos referirmos a algo ou alguém em menor quantidade, número ou em uma posição inferior.

4 -“Houve” e “Houveram”

O verbo haver nunca é usado no plural, quando assume o sentido de existir.

“Houve um tempo que eu estava com febre.”

5 – “Aja” e “Haja”

hajar-tattoo1

Aja é uma forma verbal do verbo agir.
Aja é uma forma verbal do verbo haver, usando o “H”.

6 – “Esta” e “Está”

Esta – Pronome demonstrativo que indica algo. Exemplo: Esta loja está aberta.
Está – Verbo estar flexionado na 3º pessoa do singular do presente do indicativo.

7 – “A prazo” e ” À prazo”

A prazo – É a forma correta. Não se usa crase antes de palavra masculina.

8 – “À vista” e “A vista”

À vista – É a forma correta porque acontece em expressões formadas por palavras femininas.

9 – “A domicílio” e ‘Em domicílio”

Em caso de entrega, a forma a ser usada é “em domicílio”. Essa forma é usada para verbos que indicam movimento.

10 – “Para Eu” e “Para Mim”

maxresdefault (1)

Para mim – Usado quando for complemento de um verbo transitivo indireto.
Para eu – Usado quando se referir ao sujeito da frase e se for seguido de um verbo no infinitivo indicando ação.

11 – “Meia” e “Meio”

Meia – Substantivo feminino, tecido de malha que cobre o pé e parte da perna.
Meio – Advérbio de intensidade e numeral fracionário. Tem sentido de “um pouco” e não varia. Exemplo”meio cansado”, meio maluco. Como numeral, é vinculado a um substantivo e concorda com o gênero. Por exemplo: Meia xícara, meia hora, meio pote.

12 – “A grama” e “O grama”

Cotacao-Grama-Ouro-Hoje-preco-2

Grama – No sentido de peso, é uma palavra masculina. Exemplo: Um grama de ouro.
Grama – sinônimo de capim, no feminino.

13 – “Nada haver” e “Nada a ver”

Nada a ver – Forma negativa da expressão ter a ver. Exemplo: Não tem nada a ver o que você disse.
Nada haver – Confundido com o verbo haver associado a existir.

14 – “Fazem” e “Faz”

“Faz dois meses que não como um churrasco.”
O verbo fazer fica sempre na 3º pessoa do singular, quando indica tempo transcorrido.

15 – “Mal” e “Mau”

maxresdefault

Mal – Opõe-se a bem. Exemplo: Bem-humorado.
Mau – Opõe-se a bom. Exemplo: Bom humor.

Você já cometeu algum destes erros de português sem perceber? Mande seu comentário para gente!

Escreva Um Comentário