12 expressões que são preconceituosas e você diz sem perceber



Existem algumas expressões que utilizamos no nosso cotidiano que são altamente preconceituosas e, muitas vezes, nem nos damos conta. Isso acontece porque estão tão intrincadas em nossa cultura, que na maioria das vezes passam desapercebidas. O grande problema é que no momento atual devemos nos preocupar e precaver sobre tudo aquilo que falamos para que não utilizemos falas ofensivas, sem querer, ou até, sem saber.

Em épocas de exacerbação da pluralidade e diversidade, claro que não poderíamos deixar passar um assunto tão importante quanto esse. Sendo grandes ou pequenas, na seriedade ou na brincadeira, precisamos repensar nossas atitudes e, principalmente, aquilo que falamos.

É muito importante lembrarmos que não temos o objetivo de criticar, julgar, nem impor verdades absolutas. Nosso único e exclusivo intuito é o de informar e entreter. Nessa matéria nos referimos apenas àquelas pessoas que se identificarem com seu conteúdo. Sendo assim, tentemos nos divertir.

Foi, justamente, pensando nessas pessoas, que a redação selecionou uma lista com 13 expressões que são preconceituosas e você diz sem perceber. Confira com a gente e não se esqueça de deixar seu comentário.

1 – Não sou tuas nêga

01

Essa expressão é bastante utilizada para dizer que você não é uma pessoa qualquer, que faz qualquer coisa para qualquer um. A questão é que essa expressão se trata de uma referência à escravidão, assim como algumas outras que veremos mais abaixo, época em que as mulheres negras se tratavam, literalmente, de propriedades dos senhores de escravos. Além do que, também remete ao fato de que as mulheres eram usadas como objetos sexuais.

2 – Serviço de preto

02

Usada, sempre, em período pejorativo. Assim como a expressão acima, essa é utilizada para dizer a alguém que não conseguiu realizar uma tarefa da maneira totalmente incorreta. Associando o trabalho negro a alto totalmente ruim.

3 – Está com cara/roupa de pobre

03

Se trata de uma apologia ao elitismo. O que significa que pessoas pobres são feias, bregas, não se preocupam com a aparência ou são sujas. Acreditem ou não, as pessoas pobres se preocupam muito mais com seu estilo do que as pessoas ricas. Lembrando que cada um tem o direito de ser do jeito que bem entende.

4 – Tem um pé na senzala

Official portrait of President-elect Barack Obama on Jan. 13, 2009. (Photo by Pete Souza)

Mais uma expressão que, claramente, remete ao período escravocrata. Se referir a alguém dizendo que “tem um pé na senzala” é dizer que essa pessoa é afro-descendente, além de dizer que essa pessoa é pobre e nasceu para ser escrava.

5 – Mulher de respeito

05

Não existem mulheres e mulheres, todas as mulheres são iguais quando se trata de respeito. Todas, absolutamente, TODAS, devem ser tratadas de maneira igual e com o máximo respeito possível. Não devem ser classificadas nem catalogadas, ao bem entender.

6 – Chamar alguém de “gordo” como xingamento

06

Se uma pessoa é gorda, ela simplesmente o é. Dizer que uma pessoa é gorda, como forma de xingamento é algo, propositalmente, ofensivo e preconceituoso. Muitas pessoas acham que podem apelidar amigos com essa fala, a questão é que quando você se refere a uma pessoa dessa forma, passa a distingui-la das outras pessoas, como se fosse um e.t.

7 – Vestida para seduzir

07

As mulheres tem o direito, e o dever, de se vestirem da forma que bem entenderem. Não quer que, só porque uma mulher está com um vestido curto, ou mini saia, que deva ser considerada uma mulher que “saiu à caça”, que está pretendendo seduzir algum homem, ou que quer agarrar alguém. O corpo é dela, a vida é dela, ela faz o que ela quiser.

8 – Parecendo um traveco

08

Essa frase é muito utilizada quando mulheres altas usam salto ou estão muito maquiadas. Primeiro o certo é travesti, segundo deve ser precedido de artigo feminino, sendo a travesti. Dessa forma, esse termo é colocado como algo ruim, o que não é verdade.

9 – Homossexualismo

09

Homossexualidade, vamos começar pelo correto. O sufixo ismo é usado para se referir à doenças. A orientação sexual não é uma doença.

10 – É dia de branco

10

É um termo depreciativo, normalmente utilizado para se referir à dias de trabalho, como a famigerada segunda feira. E quando se pensa no contrário, quer dizer que os negros são vagabundos, não trabalham. Como se fossem malandros e preguiçosos, como foi colocado ao longo da história.

11 – Coisa de mulherzinha

11

Não precisamos dizer muito sobre essa expressão. É claramente ofensiva, na tentativa de diminuir a figura feminina. Uma forma altamente machista de dizer que as mulheres não são “tão boas” quanto elas.

12 – Cabeça-chata

12

É uma expressão que se refere às pessoas nordestinas, dando a entender que todas elas são burras e pequenas. O que não é uma verdade, muito pelo contrário, trata-se de um xingamento extremamente ofensivo. Inclusive existe um conto de Monteiro Lobato que fala justamente sobre o assunto.

Então pessoal, se identificaram com algum desses itens? Será que vocês tem o costume de falar e nem percebiam que eram expressões ofensivas? Conhece alguém que o faz? Já sofreu preconceito com alguma delas? Se lembra de mais alguma que não citamos nessa lista? Conte pra gente! Sugestões, dúvidas, correções? Não se esqueçam de comentar!

Escreva Um Comentário